Radar Litoral

Cidades do Litoral Norte realizam protestos contra o Governo Dilma e a corrupção



Postado em: 13/03/2016


As cidades do Litoral Norte, assim como ocorreu em vários municípios do país, realizaram neste domingo (13) manifestações contra a corrupção e o governo Dilma. De uma maneira geral, em todos os manifestos, onde a grande maioria das pessoas estava de verde e amarelo, o pedido era pelo impeachment da presidente, o fim da corrupção e o apoio às ações do juiz federal Sérgio Moro.

Em São Sebastião, os manifestantes foram até a frente do Terminal Almirante Barroso, onde cantaram o Hino Nacional (Foto: Radar Litoral)

Em São Sebastião, a concentração ocorreu na Praça do Coreto, no centro Histórico. Pouco depois das 11 horas, os manifestantes, portando bandeiras e cartazes, passaram pela Rua da Praia e seguiram até a frente do Terminal Marítimo Almirante Barroso, da Transpetro, onde cantaram o Hino Nacional.

De lá, retornaram pela Avenida Guarda Mor Lobo Viana e Rua Duque de Caxias. A manifestação foi encerrada no local da concentração, onde os presentes cantaram, mais uma vez, o Hino Nacional.

O grupo foi acompanhado durante todo o percurso pela Polícia Militar e não houve qualquer incidente. Segundo alguns PMs e também integrantes do grupo, pouco mais de 300 pessoas participaram do ato.

Em Ilhabela, cerca de 300 pessoas, entre moradores e turistas, incluindo passageiros de um navio de cruzeiro, participaram da manifestação, que ocorreu na parte da manhã pelas principais ruas da Vila.

Em Ilhabela, a manifestação reuniu moradores locais e turistas (Foto: Ronald Kraag)

Em Caraguatatuba, a manifestação ocorreu na parte da tarde. Segundo os próprios organizadores, houve a participação de cerca de 550 pessoas, que se concentraram na Praça da Cultura (antiga Praça de Eventos), na Rua da Praia, foram até a ponte do Indaiá e retornaram.

Em Caraguá, a passeata percorreu a Avenida da Praia até a ponte do Indaiá e retornou (Foto: Sarita Marangon)

Na cidade de Ubatuba, o protesto ocorreu na parte da manhã. A concentração ocorreu na Praça do Capricórnio, de onde os manifestantes seguiram pelas principais ruas do centro. Não foi feita estimativa do número de participantes.



Últimas Notícias