Divulgação/PC

Polícia Civil estoura ‘casa bomba’ com drogas e apreende dois menores em Caraguatatuba



Postado em: 07/06/2024


Policiais civis do 1º Distrito Policial de Caraguatatuba, sob a chefia do delegado Rodolfo Augusto, estouraram uma casa bomba após os policiais civis desenterrarem drogas no fundo de um quintal. Dois menores foram apreendidos e confessaram a prática do tráfico.

Após trabalho investigativo sobre suspeitos e locais sobre um homicídio e tráfico de drogas, os policiais civis, durante diligências nesta sexta-feira (7), passaram em viatura descaracterizada pelo Bairro Travessão quando notaram uma movimentação típica do tráfico de drogas envolvendo três indivíduos em uma oficina de bicicletas.

Diante dos indícios da materialidade do crime de tráfico de drogas em andamento, os policiais civis abordaram os três suspeitos. Um dos indivíduos estava no bolso com uma porção de maconha e um pino de K2.

Com a suspeita de que o imóvel estava sendo utilizado como ponto de droga pelos indivíduos, os policiais civis entraram na residência em busca de mais possíveis substâncias ilícitas.  Durante as buscas no interior da residência, foi encontrada uma quantidade de drogas enterradas no fundo do imóvel, no quintal. Dentro de um sofá na casa foi localizada mais uma quantidade de diferentes tipos de substâncias entorpecentes.

No total, foram 166 unidades de substância análoga à maconha, 205 unidades de pedras de crack e mais 69 unidades de cocaína, condicionados e fracionados com características claras de preparadas para o tráfico de drogas.

Foram apreendidos ainda R$ 187,00 em uma sacola em cima da cama em um dos quartos da residência, junto a um RG pertencente a outro menor envolvido em tráfico de drogas e homicídio na região.

No 1º DP, o curador dos menores infratores que acompanhou o Termo de Declarações e confissões dos adolescentes. O usuário que estava com uma bucha de maconha no bolso foi liberado e responderá por porte de droga para uso pessoal.

Os dois adolescentes, um de 16 anos e outro de 17 anos, confessaram os atos infracionais e foram apreendidos e encaminhados para a Fundação Casa. Eles vão responder por atos infracionais análogos aos crimes de Tráfico de Drogas e Associação para o Tráfico.



Últimas Notícias