André Santos/PMSS

São Sebastião cria 685 vagas de emprego de janeiro a abril de 2022, aponta Caged



Postado em: 22/06/2022


A Prefeitura de São Sebastião divulgou nesta quarta-feira (22), dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) – órgão vinculado ao Ministério do Trabalho e Previdência do Governo Federal, que mostram o crescimento da geração de emprego no Município.

De janeiro a abril de 2022, São Sebastião criou 685 vagas de emprego. As demais cidades do Litoral Norte tiveram um saldo negativo de -984 vagas.

Últimos 12 meses

São Sebastião foi a 5ª cidade do estado de São Paulo – com população acima de 80 mil habitantes – que mais criou vagas de emprego relativa à sua população nos últimos 12 meses: as vagas criadas foram equivalentes a 2,3% dos habitantes. A média do Litoral Norte (excluindo São Sebastião) foi de 1,52%. Foram 2.350 empregos gerados no período.

Série Histórica

Desde janeiro de 2020, início da série histórica do novo CAGED, até abril de 2022, São Sebastião criou 2.303 vagas de trabalho. As demais cidades do Litoral Norte criaram 1.740 empregos, no mesmo período. Desta forma, São Sebastião foi responsável por 57% dos empregos gerados no Litoral Norte, desde janeiro de 2020, sendo que o município possui 26,8% da população da região.

O monitoramento destes dados faz parte do Plano Municipal de Desenvolvimento Integrado (PMDI), sob a responsabilidade da Secretaria de Planejamento.

De acordo com a Secretaria, o plano é um instrumento básico de processo do planejamento municipal que estabelece diretrizes, projetos e ações à cada secretaria para os próximos anos, integrando por meio de ações, o desenvolvimento municipal.

A gestão dos empregos no município é realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social (SEDES), através do Departamento de Emprego e Renda e do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT).

Os dados são divulgados mensalmente com dois meses de atraso. Segundo o CAGED, o município de São Sebastião apresentou uma geração de emprego expressiva nos últimos meses, quando comparada às demais cidades do Litoral Norte.



Últimas Notícias