Caso Butica: morte de pescador completa 2 meses na próxima semana; Polícia Civil e Marinha seguem investigação



Postado em: 06/05/2022


Na próxima quarta-feira, dia 11 de maio, a morte do pescador Luiz Fernando Ribeiro, 41 anos, completará dois meses. Ele pescava numa região do Canal de São Sebastião, próxima à costa, quando sua lancha foi atropelada por uma embarcação de porte maior. O caso é investigado pela Polícia Civil em conjunto com a Delegacia da Capitania dos Portos – Marinha do Brasil. O Radar Litoral esteve no 1ºDP nesta sexta-feira (6/5) para obter informações sobre o andamento das investigações.

Conforme informações obtidas pela reportagem junto à polícia, equipes da Polícia Civil e Polícia Científica vistoriaram todas as marinas da região. Segundo a polícia, equipes de mergulho da Marinha e particulares também realizaram vistorias em embarcações que ficam fundeadas próximas à costa.

Imagens de câmeras de segurança do Terminal Marítimo Almirante Barroso e da praticagem também foram obtidas na investigação, contudo, devido ao horário do acidente – início da noite – dificultam a visualização.

O Radar Litoral também entrou em contato com o setor de comunicação da Delegacia da Capitania dos Portos – Marinha do Brasil. Segundo a Marinha, o inquérito está em andamento e que não há informações que possam ser divulgadas.

Ao longo das últimas semanas, a reportagem tem recebido mensagens de amigos e familiares de Butica, que esperam pelo esclarecimento do caso.

O caso

O corpo do pescador Luiz Fernando Ribeiro, 41 anos, conhecido como Butica, foi encontrado na manhã de sábado (12/3), por uma embarcação civil. O Grupamento de Bombeiros Marítimos do Litoral Norte (GBMar), a Delegacia da Capitania dos Portos - Marinha, a Defesa Civil de São Sebastião e muitos amigos da vítima realizavam buscas desde sexta-feira.

O pescador havia saído da Praia Preta para o mar por volta das 14h de sexta-feira (11/3) com a embarcação modelo Dumar no sentido norte do Canal de São Sebastião e desde então não havia retornado. A lancha de fibra utilizada tinha 5,30 metros e motor de 40hp.

A embarcação foi encontrada no dia 14 de março no fundo do mar, sendo retirada e levada para uma marina no Pontal da Cruz (foto acima). Ela estava com uma grande avaria na popa (parte de trás), com as laterais destruídas e também danos no motor. 

Butica trabalhou na travessia de balsa São Sebastião-Ilhabela e também na Prefeitura de São Sebastião. Ele deixou mulher e dois filhos. 



Últimas Notícias