São Sebastião atinge meta com 98% da população cadastrada no e-SUS; prontuário eletrônico armazena informações de pacientes



Postado em: 00/00/0000


A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e a Diretoria de Atenção Básica e Administrativa da Fundação de Saúde Pública (FSPSS), comunicaram esta semana o resultado da captação  do terceiro quadrimestre, divulgado pelo Ministério da Saúde, no qual a cidade atingiu a meta de 98% dos cadastros ao sistema e-SUS. Isto significa que 88.823 habitantes integram o sistema nas 24 Unidades de Saúde da Família (USFs).

Segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população sebastianense é de 90.312 habitantes. De acordo com a Fundação, em janeiro de 2017, somente 8.012 cidadãos sebastianenses eram cadastrados, e mesmo com as dificuldades geográficas de cobertura pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) - a cidade possui mais de 100km de extensão - as metas estabelecidas pelo Programa Previne Brasil – Governo Federal foram alcançadas a quase 100% da população. De acordo com a prefeitura, o mutirão de cadastros foi essencial para atingir a meta em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

e-SUS

O Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) do Sistema e-SUS Atenção Básica, Ministério da Saúde, Governo Federal é um software onde todas as informações clínicas e administrativas do paciente ficam armazenadas, no contexto da Unidade de Saúde da Família (USF), tendo como principal objetivo informatizar o fluxo de atendimento ao cidadão realizado pelos profissionais de saúde.

O PEC é uma solução gratuita, desenvolvida e disponibilizada pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina, capaz de otimizar o fluxo de atendimento das USFs, além de apoiar o processo de coordenação e cuidados ao munícipe feito pelas Equipes de Atenção Básica. Atualmente, um dos grandes desafios da Atenção Básica é o cadastro dos moradores. Sob a responsabilidade das equipes de AB, o PEC conta com um módulo ‘cidadão’, totalmente integrado ao Cartão Nacional de Saúde (SUS), que permite a manutenção desses cadastros, tanto para os atendidos eventualmente na USF, como para os acompanhados pelos profissionais das equipes.

A informatização desses processos nas USFs trouxe vários benefícios, tais como, acesso rápido às informações de saúde e intervenções realizadas; melhoria na efetividade do cuidado e possível redução de custos com otimização dos recursos, ou seja, uma série de vantagens a gestores, profissionais de saúde e aos cidadãos sebastianenses.

Mais informações podem ser obtidas no posto de saúde mais próximo da residência do munícipe.



Últimas Notícias