PMSS

Polícia Municipal de São Sebastião recebe capas táticas e novos coletes à prova de bala



Postado em: 11/01/2022


A Polícia Municipal de São Sebastião recebeu, na última seguinda-feira (11/1), novas capas táticas e coletes à prova de bala adquiridos pela prefeitura. O investimento foi de R$ 202 mil. Ainda no início deste ano, a coorporação receberá novo armamento. 

Os equipamentos foram entregues pelo prefeito Felipe Augusto ao comandante da Polícia Municipal, André Maciel. São 70 coletes à prova de bala nível III e 140 capas táticas Sistema Molle.

O colete é considerado o de maior em segurança, pois utiliza última tecnologia (Aramida Axial) e resiste aos calibres .357; .40; .90mm e .44. As capas de colete modular também são o que há de melhor no mercado. 

De acordo com a Polícia Municipal, a expectativa agora é a chegada e entrega de 40 novas pistolas Beretta Apx Full Size 9 mm e armas longas CTT.40. Esses armamentos adquiridos são apontados como modernos e de última geração. O investimento nas pistolas é de R$ 90 mil e nas armas longas aproximadamente R$ 96 mil.

A Prefeitura de São Sebastião destacou os investimentos na estruturação e fortalecimento da instituição, que recentemente foi promovida à Polícia Municipal, vinculada à Segur. Antes era Guarda Civil Municipal. 

A promoção para a força de segurança do município está de acordo com a Lei Complementar nº 269/2021, em que institui o Plano de Cargos, Salários e Carreira, e estrutura a política de remuneração e de evolução funcional, aperfeiçoando a legislação atual e adequando-se à Lei Federal nº 13.022/2014 (Estatuto Geral das Guardas Municipais).

Histórico

A Prefeitura de São Sebastião informou que desde 2017 vem realizando uma série de ações e aprimoramentos da corporação que fizeram com que a cidade seja considerada a cidade mais segura do litoral paulista e a 5ª mais segura do Brasil entre os municípios com até 100 mil habitantes. A então GCM foi criada em 2007 e iniciou suas atividades em meados de junho de 2008, com 65 agentes que, ainda desarmados, realizavam rondas patrimoniais no município.

Em 2011, a corporação passou a trabalhar armada. Já em 2014, com o Estatuto Geral da Guardas Municipais, as GCMs passam a ter atribuições mais amplas no âmbito da Segurança Pública e combate à Criminalidade. A corporação foi reestruturada em 2017, recebendo novos coletes, viaturas e armamentos. Desde então, foram cerca de 500 prisões em flagrante até o ano de 2021.

 



Últimas Notícias