Divulgação/PMSS

São Sebastião mantém 1º lugar em acesso à saúde de acordo com ranking nacional do Centro de Liderança Pública



Postado em: 30/12/2021


Segundo o Ranking Nacional de Competitividade dos Municípios, São Sebastião se mantém em primeiro lugar no país em serviços relacionados à Atenção Básica e à cobertura vacinal, com valores máximos de análise.

Para Paulo Henrique Santana, diretor de Atenção Básica, vinculada à Fundação de Saúde Pública de São Sebastião (FSPSS). “Esses são pontos essenciais que asseguram o acesso à saúde ao munícipe. Tal reconhecimento só foi possível graças ao apoio das 24 equipes de saúde, aos departamentos da Fundação, à Secretaria de Saúde e às demais parcerias que auxiliaram a buscar recursos em outras esferas de governo para fortalecer nosso sistema”.

O diretor ainda acrescenta ações e benefícios que colaboraram com tais índices:

 • Fornecimento de insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) específicos para atendimento de sintomáticos respiratórios (termômetro digital, oxímetro de pulso, face shield, etc.);

• Participação nas barreiras sanitárias e testagem em massa contra a Covid-19;

• Contratação de equipe adicional para reforçar a campanha de imunização contra o coronavírus;

• Ampliação de Unidades de Saúde da Família (USFs), no bairro São Francisco em Cambury, passando de 22 para 24 USFs;

• Reposição de profissional médico em todas as USFs;

• Realização de Concurso Público da FSPSS e readequação de RH;

• Capacitação em medicina integrativa destinada aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS);

• Implantação e capacitação do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC);

• Entrega de equipamentos de informática (computadores e periféricos) para otimizar os atendimentos prestados à população, melhorar a comunicação intersetorial e arquivamento de documentos das USFs;

• Entrega de equipamentos médico-hospitalares (estetoscópio, esfigmomanômetro adulto e para obeso, detector fetal, laringoscópio, otoscópio) para qualificar o atendimento prestado à população;

• Início dos atendimentos da população de Toque-Toque Pequeno, em parceria com a Sociedade Amigos de Bairro (SAPEQUE;

• Solicitação de credenciamento da nova USF em Paúba;

• Capacitação dos profissionais de enfermagem no manejo seguro de cilindros de oxigênio e equipamentos acessórios, visando redução de acidentes de trabalho;

• Realização de teste do pezinho nas residências;

• Busca ativa da malária;

• Implantação de unidades de referência de atendimento de casos de síndrome gripal;

• Implantação do serviço de telemedicina para acompanhamento dos casos de Covid-19;

• Implantação do programa "Em Defesa da Saúde", em parceria com a Defesa Civil, para levar atendimento mensal para as comunidades isoladas;

• Criação da nova caderneta da gestante;

• Implantação em parceria com a Primeiríssima Infância dos cantinhos de amamentação nas USFs;

• Reestruturação, reforma e ampliação das USFs;

• Vacinação de milhares de pessoas, inclusive nas residências para idosos, acamados ou pessoas com mobilidade reduzida.

À lista, o diretor ainda acrescenta o avanço na capitação ponderada do Programa Previne Brasil, em que foi ultrapassado o percentual de 70% de cadastros da população exigido pelo Ministério da Saúde, atualmente com 84.605 pessoas cadastradas, o que manteve e ampliou os repasses financeiros do Governo Federal.

Além desses índices, o canal de ouvidoria da Saúde registrou queda significativa nas reclamações, saindo de 507 registros em 2017 para 200 em 2021.

Ranking Nacional de Competitividade dos Municípios

Elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), o ranking se baseia em uma ampla reflexão sobre questões fundamentais que trazem à tona o desenvolvimento dos serviços ofertados à população. Com esse estudo é possível identificar quais governos municipais buscam a melhoria de vida das pessoas por meio de políticas públicas.

 



Últimas Notícias