Divulgação/PMC

Caraguatatuba reforça ‘Projeto Verão’ e melhora estrutura para atender casos de síndrome gripal



Postado em: 28/12/2021


A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, criou uma nova estratégia para reforçar o ‘Projeto Verão’ devido ao aumento no número de atendimentos de casos de síndrome gripal nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

O reforço do projeto, que visa o aumento do efetivo durante a temporada, é a forma de preparar o sistema de saúde para atender a população com mais qualidade.

Agora, a UPA Central conta com um médico na triagem. Isso facilita a diferenciar os casos de gripe, H1N1 ou da nova variante Darwin (H3N2) em relação aos de Covid-19.

Além do médico, duas tendas estão sendo colocadas na área externa da UPA Central. Segundo o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, “a nova instalação dará um pouco mais de conforto e acolhimento aos pacientes”.

O secretário de Saúde, Gustavo Boher, explicou que há duas semanas o atendimento na UPA Central, desde a triagem até administração da medicação, estava demorando em média duas horas. Hoje, ele pode chegar a quatro horas. “Só a espera na triagem é de mais ou menos duas horas”, disse.

Na primeira semana de dezembro, as UPAs estavam atendendo, em média, 275 pacientes ao dia, depois saltou de 456 pacientes na segunda semana para uma média de 698 atendimentos ao dia.

A Secretaria de Saúde pede o apoio da população para frear o aumento de casos e um possível surto de gripe no município. Por isso, a população deve seguir algumas orientações como, por exemplo, o uso de máscaras de proteção e, se estiver apresentando algum sintoma, evitar aglomerações e não deixar de utilizar o álcool em gel.

A Saúde orienta à população para ficar de olho nos sintomas. São eles: coriza, febre, dor no corpo, dor de garganta, mal-estar e fortes dores de cabeça. Ao apresentar qualquer um desses sintomas, a pessoa deve ficar em alerta e se necessário procurar o serviço de saúde.  



Últimas Notícias