Com acumulado de 80 milímetros em 24h, Ubatuba entra em estado de atenção



Postado em: 08/12/2021


A Defesa Civil de Ubatuba informa que o município está em estado de atenção devido ao acumulado de chuva das últimas 24 horas, que já ultrapassa os 80 milímetros, cerca de 28,5% da média prevista para o mês, que é de 280mm. A chuva teve início na noite de segunda-feira, e se intensificoou na terça-feira, principalmente no bairro da Lagoinha (região sul) e região oeste da cidade.

A Defesa Civil continua monitorando os pluviômetros e as áreas de risco. De acordo com os técnicos, há possibilidade de enxurrada em bairros como Figueira, Pé da Serra, ponte próxima a PRE, rua Colônia de Férias e arredores -  todos na região Oeste da cidade.

Houve registro de queda no acesso à praia da Fortaleza, porém, a Defesa Civil já solucionou o problema e acionou, também, a equipe da regional Sul para a retirada dos troncos do acostamento. A avenida Rio Grande do Sul, trecho que fica atrás do Aeroporto, foi interditada na parte da tarde devido ao alto volume de água no local.

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - Cemaden, as áreas de risco de movimentos de massa no município caracterizam-se por ocupação da população em taludes de corte/aterro, deslizamentos de encostas e queda de blocos. Esta situação, associada à precipitação incidente (ou acumulada) e à previsão meteorológica, indica que podem ocorrer deslizamentos pontuais e induzidos nas áreas de risco mapeadas.

A previsão meteorológica indica continuidade de chuva de intensidade fraca a moderada nas próximas horas. Por isso, é importante que os moradores da cidade redobrem a atenção, principalmente, os que residem em áreas de risco.

Devido ao volume de chuva, o solo está encharcado, o que pode ocasionar deslizamento de massa/ terra, causando danos em residências. Por isso, é necessário que a população fique alerta a qualquer sinal de risco, como trincas nas casas ou qualquer barulho diferenciado. Em caso de situações como essa, acionar ajuda pelo telefone 199.

Além disso, é importante lembrar que em situações de alagamento, a recomendação é não atravessar as áreas atingidas e nunca enfrentar enxurradas.

 Água e abastecimento

Na manhã de terça-feira, a Sabesp informou que as fortes chuvas em Ubatuba comprometeram a vazão das captações de água (Cachoeira dos Macacos e Rio Grande). Equipes trabalharam na limpeza e desassoreamento, pois a distribuição de água estava reduzida e foi cogitada a falta de água em toda a região central no período.  Entretanto, uma equipe da Defesa Civil solucionou o problema, desobstruindo o acesso à captação de água.

A ponte que dá acesso ao transbordo também está apresentando um alto volume d'água e a Sanepav, empresa responsável pela coleta de lixo na cidade, está monitorando o local de tempo em tempo para observar como estará a situação no momento de descarregar os caminhões.

Devido à situação da ponte que dá acesso ao bairro Angelim, a coleta de lixo no bairro deve ficar comprometida.

 Previsão do tempo Litoral Norte

De acordo com a sala de situação que monitora as regiões do Estado, as imagens de satélite e radares meteorológicos mostram muita nebulosidade e chuva sobre o Litoral Norte. Os ventos úmidos e frios que sopram do oceano reforçam a nebulosidade na região e mantêm as condições para chuva persistente ao longo do dia. Recomenda-se que os municípios mantenham atenção às áreas mais vulneráveis, uma vez que não são descartados riscos para transtornos, como desabamentos, enchentes, alagamentos e ocorrências relacionadas à chuva contínua.

Na quarta-feira (08) e na quinta-feira (09), as condições para chuva continuam nessas regiões. Não há expectativa para acumulados expressivos, porém como haverá momentos de chuva intensa, recomenda-se atenção às áreas mais vulneráveis do município. Na sexta-feira (10), as instabilidades diminuem e o sol predomina entre poucas nuvens.

A Defesa Civil de Ubatuba informa que o município está em estado de atenção devido ao acumulado de chuva das últimas 24 horas, que já ultrapassa os 80 mm- cerca de 28,5% da média prevista para o mês, que é de 280mm. A chuva teve início na noite de segunda-feira, 6, e vem se intensificando na manhã desta terça-feira, 7, principalmente no bairro da Lagoinha (região Sul) e região Oeste da cidade.

A Defesa Civil continua monitorando os pluviômetros e as áreas de risco. De acordo com os técnicos, há possibilidade de enxurrada em bairros como Figueira, Pé da Serra, ponte próxima a PRE, rua Colônia de férias e arredores -  todos na região Oeste da cidade.

Houve registro de queda no acesso à praia da Fortaleza, porém, a Defesa Civil já solucionou o problema e acionou, também, a equipe da regional Sul para a retirada dos troncos do acostamento. A avenida Rio Grande do Sul, trecho que fica atrás do Aeroporto, foi interditada na parte da tarde devido ao alto volume de água no local.

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais - Cemaden, as áreas de risco de movimentos de massa no município caracterizam-se por ocupação da população em taludes de corte/aterro, deslizamentos de encostas e queda de blocos. Esta situação, associada à precipitação incidente (ou acumulada) e à previsão meteorológica, indica que podem ocorrer deslizamentos pontuais e induzidos nas áreas de risco mapeadas.

A previsão meteorológica indica continuidade de chuva de intensidade fraca a moderada nas próximas horas. Por isso, é importante que os moradores da cidade redobrem a atenção, principalmente, os que residem em áreas de risco.

Devido ao volume de chuva, o solo está encharcado, o que pode ocasionar deslizamento de massa/ terra, causando danos em residências. Por isso, é necessário que a população fique alerta a qualquer sinal de risco, como trincas nas casas ou qualquer barulho diferenciado. Em caso de situações como essa, acionar ajuda pelo telefone 199.

Além disso, é importante lembrar que em situações de alagamento, a recomendação é não atravessar as áreas atingidas e nunca enfrentar enxurradas.

 

Água e abastecimento

Na manhã desta terça-feira, a Sabesp informou que as fortes chuvas em Ubatuba comprometeram a vazão das captações de água (Cachoeira dos Macacos e Rio Grande). Equipes trabalharam na limpeza e desassoreamento, pois a distribuição de água estava reduzida e foi cogitada a falta de água em toda a região central no período. 

Entretanto, uma equipe da Defesa Civil solucionou o problema, desobstruindo o acesso à captação de água.

A ponte que dá acesso ao transbordo também está apresentando um alto volume d'água e a Sanepav, empresa responsável pela coleta de lixo na cidade, está monitorando o local de tempo em tempo para observar como estará a situação no momento de descarregar os caminhões.

Devido à situação da ponte que dá acesso ao bairro Angelim, a coleta de lixo no bairro deve ficar comprometida.

 

Previsão do tempo Litoral Norte

De acordo com a sala de situação que monitora as regiões do Estado, as imagens de satélite e radares meteorológicos mostram muita nebulosidade e chuva sobre o Litoral Norte. Os ventos úmidos e frios que sopram do oceano reforçam a nebulosidade na região e mantêm as condições para chuva persistente ao longo do dia. Recomenda-se que os municípios mantenham atenção às áreas mais vulneráveis, uma vez que não são descartados riscos para transtornos, como desabamentos, enchentes, alagamentos e ocorrências relacionadas à chuva contínua.

Na quarta-feira (08) e na quinta-feira (09), as condições para chuva continuam nessas regiões. Não há expectativa para acumulados expressivos, porém como haverá momentos de chuva intensa, recomenda-se atenção às áreas mais vulneráveis do município. Na sexta-feira (10), as instabilidades diminuem e o sol predomina entre poucas nuvens.



Últimas Notícias