Tribuna do Povo/Arquivo

Presidente da Câmara aponta que 72 crianças aguardam atendimento de fonoaudiologia em Ilhabela e questiona prefeitura



Postado em: 08/10/2021


A presidente da Câmara de Ilhabela, vereadora Diana Almeida, em sessão realizada nesta semana, solicitou informações sobre o atendimento as crianças com deficiências na sede da antiga Pousada Carolina, onde está localizada o Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf). Ela indagou por qual motivo existem 72 crianças com deficiência na lista de espera para o atendimento de fonoaudiologia. Em nota, a prefeitura informou ao Radar Litoral que um fonoaudiólogo foi contratado recentemente por meio do convênio com a Santa Casa e que a a fila citada já teve alterações com o início do atendimento. A Secretaria de Saúde também citou que os 72 pacientes citados pela vereadora não são apenas crianças e nem todos possui alguma deficiência. 

No questionamento feito na Câmara, a vereadora quer saber quantos profissionais serão contratados e qual seria o prazo para as contratações. Ela também questionou qual motivo de "muitas das crianças estarem sendo atendidas quinzenalmente".

Diana também quer saber se existe a possibilidade da Secretaria de Saúde realizar a contratação de profissionais que integram o serviço de reabilitação, como psicólogo, fonoaudiólogo, psicopedagogo e fisioterapeuta, qual seria o prazo e quantas crianças poderiam atender. Por fim, a parlamentar perguntou quantas crianças estão sendo atualmente atendidas por esse serviço e quantos profissionais existem no atendimento as pessoas com deficiência.

O que diz a prefeitura

De acordo com a Secretaria de Saúde, atualmente na antiga Pousada Carolina diversos serviços são executados, tais como: Programa Melhor em Casa, Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno (Ciama), Núcleo Ampliado a Saúde da Família (Nasf), Núcleo de Educação em Saúde, Núcleo de Apoio aos Paciente Renais Crônicos, Ambulatórios de Saúde Mental Infantil, Pós-Covid e de Dor Crônica, contando com o serviço de Acupuntura. "Dentre as ações executadas estão aquelas que a parlamentar se referiu. Os 72 pacientes citados no texto, não são apenas crianças e nem todos possui alguma deficiência. Uma recente contratação de fonoaudiólogo aconteceu por meio do convênio com a Santa Casa de Misericórdia, via processo seletivo, que já ocorria desde setembro. A profissional selecionada já está em atendimento, ou seja, a fila citada já teve alterações", diz a nota.

Ainda na nota enviada ao Radar Litoral, a prefeitura salienta que a prioridade do atendimento depende de cada caso e as terapias propostas variam conforme as diversas necessidades apresentadas individualmente por cada paciente. Atualmente são 5.446 pessoas, com idade entre 0 e 18 anos em várias terapias na rede de saúde municipal como fisioterapia, terapia ocupacional, psiquiatria, psicologia, psicopedagoga, fonoaudiologia, pediatria, neurologia, entre outras.



Últimas Notícias