Beto CMSS

Em entrevista, Reinaldinho aponta medidas administrativas que resultaram em economia na Câmara de São Sebastião


Postado em: 07/05/2018

O presidente da Câmara, Reinaldo Alves Moreira Filho (PSDB), o Reinaldinho, apontou na manhã desta segunda-feira (7/5), em entrevista ao Jornal da Morada – A Voz do Povo (95,5), medidas administrativas que vêm sendo adotadas desde o ano passado e que resultaram em economia no Legislativo. Ele citou, por exemplo, a redução de 12 para quatro carros à disposição de vereadores.

Os veículos, que são alugados, serão utilizados pelos vereadores em sistema de rodízio. Além da redução do valor pago com o aluguel dos carros, conforme informou o presidente da Câmara, já houve economia de 60% com combustíveis.

A Câmara gastava cerca de R$ 340 mil/ano com locação de veículos, número que cairá para cerca de R$ 95 mil/ano. “As vezes as pessoas querem entender como conseguimos a economia de R$ 4,5 milhões, dinheiro que voltou para a prefeitura e que será utilizado para a construção de creches. Quando se reduz o número de carros, também se reduz o gasto com combustível, com hora extra, tudo acoplado nessa decisão. Os vereadores e os funcionários da Câmara têm ajudado muito. Conversei com todos os vereadores e todos foram compreensíveis com estas medidas”, avaliou o presidente da Câmara.

Segundo Reinaldinho Moreira, a redução de horas extras chega a 80%. “Cortamos 60 cargos, sendo 51 comissionados. Nós vereadores cortamos na carne, eu devolvi meu próprio gabinete e faço o atendimento na Câmara mesmo”, enfatizou. Ele acredita que no final deste ano o valor devolvido à prefeitura seja próximo ou igual (R$ 4,5 milhões) ao do ano passado.

Prédio administrativo

De acordo com o presidente, também está sendo estudada a compra do novo prédio administrativo. “Estou vendo com o jurídico. Trocamos os aluguéis, mas hoje temos um prédio novo. Demos condições aos funcionários, abraçaram a gestão. Só de água e luz, por ser uma estrutura moderna, economizo 45%, sem contar manutenção. Ainda existe uma discussão econômica se vale a pena o aluguel ou aquisição, pois se for ver hoje em dia nenhum banco privado faz mais aquisição de imóvel, todos são por aluguéis”, comparou. Antes de mudar para o novo prédio administrativo, os setores ficavam nos chamados “anexos” – prédios alugados atrás do imóvel histórico do plenário, mas que apresentavam problemas estruturais.

Novo Plenário

“Acredito que há a necessidade, mas o tempo é curto. Não são dois anos, mas um ano e meio. Existe a necessidade e acredito que tenha de ser feito naqueles dois prédios que já foram declarado de utilidade pública pelo prefeito e que estão ao lado do prédio administrativo. Pretendo deixar tudo pronto, incluindo projeto, para o próximo presidente, que vai pegar uma Câmara muito melhor”, informou.

Licitações

Na entrevista, Reinaldinho Moreira ainda falou sobre o modelo de licitação utilizado pela Câmara. “Consegui cumprir e tinha dito logo no primeiro mês que não faria a modalidade carta-convite. Considero obscura, pois sempre os convidados são amigos do presidente ou das pessoas que estão na administração. Fiz sempre pregão presencial, que estimula a concorrência e dá prioridade às empresas da cidade. Ganha quem dá o valor mais baixo e quem ganha é a população”, apontou

Reinaldinho também destacou a pintura do prédio histórico, feita por restauradores da Fundação Deodato Sant’anna. “Reformas que antes chegavam a R$ 40 mil e fizemos a custo zero. Bancamos somente a tinta, cerca de R$ 900”.

Dissídio e FAPS

Sobre o dissídio para funcionários da Câmara, ele garantiu que será ainda neste mês de maio. “A realidade da Câmara é diferente da prefeitura, até pelo número de funcionários, valores, orçamento, etc. Vamos chegar a um número plausível para este reajuste”.

Em relação ao projeto de lei que transforma o FAPS (Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor) em Instituto de Previdência e que foi rejeitado recentemente no plenário, ele disse que apoia a iniciativa. “Sou defensor, pois é um projeto muito bom. Alguns vereadores tiveram dúvidas e entendi a posição. Acredito que o projeto possa voltar de forma mais clara”.

Transparência

A Câmara de São Sebastião lançou um novo site. “Incorporei a transparência e havia prometido numa primeira entrevista que iria criar um aplicativo de transparência e isso foi feito a custo zero, desenvolvido com funcionários da Câmara. O site é completamente moderno,  contempla tudo. Criamos o serviço de atendimento ao cidadão, reativamos a ouvidoria, uma Câmara completamente acessível. Entra no site, faz o cadastro, apresenta a reivindicação e existe um prazo legal para que nós já apresentemos a resposta”, explicou o presidente. “Faço hoje na Câmara algo para recuperar a imagem da política. Que as pessoas percebam que dentro da política existem pessoas a fim de fazer o bem”.



Últimas Notícias