Programação do Dia Internacional da Mulher em São Sebastião será realizada no Observatório Ambiental



Postado em: 06/03/2014


 

São Sebastião-06/02/2014 - Celebrado anualmente no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher será comemorado em São Sebastião nesta sexta-feira (7/3). As atividades, anteriormente agendadas para a o Teatro Municipal, foram transferidas para o Observatório Ambiental, no Complexo Turístico da Rua da Praia.

Organizado pelo Conselho Municipal da condição Feminina de São Sebastião, pela Associação de Amparo à Mulher Sebastianense e pela Associação de Mulheres da Costa Sul a programação especial conta com o apoio da Prefeitura e colaboração da UniBr, Etec e Fatec.

O evento contará com a participação de algumas convidadas especiais: a vereadora Amélia Naomi (presidente da Câmara Muicipal de São José dos Campos), a vereadora Maria das Graças F. dos Santos Souza (presidente da Câmara de Ilhabela), deputada Estadual Leci Brandão, Rosemary Côrrea (presidente do Conselho Estadual da condição Feminina de São Paulo) e Rosana Chiavassa (presidente da Associação de Mulheres Advogadas de São Paulo).

De acordo com a presidente do Conselho da Condição Feminina e do Combate ao  Tráfego Internacional de Seres Humanos, Priscilla Siqueira, “a programação contará com momentos alegres e de descontração, mas terá como base a discussão de assuntos importantes sobre o papel da mulher na atualidade como a sua plena atuação e cooperação para a construção de uma sociedade melhor e mais justa, com dignidades para todos independente de suas diferenças”.

 Programação

 
 17h - Praça do Coreto – Centro Histórico

Concentração para a passeata

 18h30 - Observatório Ambiental – Complexo Turístico da Rua da Praia

Abertura

 Apresentação do Coral Municipal

Composição da Mesa de Honra

Apresentação de Voz e Violão

Formação da Mesa de Debates – Tema: “Mulher e Poder”

 História

 O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março em memória de um marcante acontecimento ocorrido nesta data no ano de 1857. Operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque fizeram uma grande greve e ocuparam o local, dando início às  reivindicações de melhores condições de trabalho.

 Elas lutavam por redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica e o prédio incendiado. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas.

Em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o "Dia Internacional da Mulher" seria celebrado em 8 de março para homenagear as mulheres mortas nesta ocasião. Mas somente no ano de 1975, por um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas, a ONU.

O objetivo desta data não é somente celebrar e na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões com o objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual.



Últimas Notícias