Divulgação/PMSS

Jovem de 26 anos é o primeiro caso de Febre Amarela em São Sebastião; homem de 35 anos morre e município aguarda resultado de exame


Postado em: 24/04/2018

Confirmado o primeiro caso de febre amarela em São Sebastião. Um jovem de 26 anos, que está em estado grave e foi transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo. A confirmação foi anunciada pelo prefeito Felipe Augusto pelo twitter. Nesta tarde de terça-feira (24/4) foi confirmada a morte de um homem de 35 anos no Hospital de Clínicas de São Sebastião e a Secretaria de Saúde aguarda o resultado do exame encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz.

O rapaz que está internado em São Paulo é do bairro Barra do Sahy, na Costa Sul. Em entrevista ao Jornal da Morada - A Voz do Povo, na manhã de segunda-feira, o secretário de Saúde, Carlos Roberto Pinto, citou a existência de dois casos suspeitos da doença na Barra do Sahy. Os rapazes foram atendidos no último final de semana.

A Prefeitura de São Sebastião, mais uma vez, intensificou as ações de vacinação contra a febre amarela na região da Costa Sul. Na manhã de segunda-feira (23/4), cerca de 40 pessoas entre equipes de combate à Endemias e Agentes Comunitários de Saúde das Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF's) fizeram ações de bloqueio e visitas casa a casa para vacinação de toda a população do entorno. Há dois casos suspeitos que aguardam os resultados do material enviado ao Instituto Adolfo Lutz. "É muito importante que as pessoas tomem a vacina. As pessoas precisam se imunizar e a vacina é o único meio", afirmou o secretário.

De acordo com o balanço da Vigilância Epidemiológica 68% da população foi imunizada. No entanto, os agentes ainda encontram bastante resistência da comunidade em tomar a dose da vacina. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as amostras coletadas foram encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz para análise. A Prefeitura reforça a importância de as pessoas, que ainda não se vacinaram, a procurarem a Unidade de Saúde da Família de seu bairro para garantir a dose de imunização.

Estas doses estão disponíveis nas 16 salas de vacina localizadas nas Unidades de Saúde da Família, e em duas Unidades de Saúde (Topolândia, Enseada). Nas Unidades de Saúde da Família (USF's) o horário de atendimento é das 8h às 16h; nas duas Unidades Básicas da Enseada e Topolândia a vacinação ocorre em horário estendido, das 17h às 21h.

Para se vacinar é necessário apresentar um documento de identidade com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças). As crianças, a partir dos nove meses de idade, deverão ser imunizadas e, de acordo com a Vigilância Epidemiológica, as contraindicações são para as mulheres grávidas, mães que amamentam crianças até seis meses de idade, pessoas que fazem o uso de medicações imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes, câncer e alergia grave ao ovo de galinha.



Últimas Notícias