Luis Gava/PMC

Aguilar Junior entrega mesas interativas, notebooks e tablets para Educação Inclusiva


Postado em: 09/02/2018

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior (PMDB) esteve nesta sexta-feira (9/2) na Secretaria de Educação para fazer a entrega de três mesas interativas, uma para cada Centro de Referência para Inclusão Escolar e Social (CRIES), nos bairros, Tinga, Casabranca e Perequê-Mirim; 65 notebooks para as salas de recursos e 30 tablets para os professores especialistas. "A educação de Caraguatatuba é diferenciada e a nossa administração quer que esta se destaque, cada vez mais. Aproveitem os novos equipamentos e excelente ano de trabalho a todos", declarou Aguilar Junior.

O secretário da pasta, Ricardo Ribeiro, também participou da entrega. O prefeito acrescentou ainda que os kits escolares e uniformes serão entregues, em breve, aos estudantes da rede municipal.

A mesa interativa possui uma tela que reconhece o toque humano e também de objetos de plástico, pincel, feltro, entre outros. Com elementos visuais de fácil compreensão, os jogos disponíveis possuem diferentes níveis de aprendizado, acessível às pessoas com deficiência motora ou intelectual.

A diretora do setor de Educação Inclusiva da Secretaria de Educação, Adriana Coelho, disse que os equipamentos serão de grande utilidade para professores e alunos. "É mais um meio estimular a criança no desenvolvimento psicomotor e cognitivo, pois a tecnologia é um grande atrativo para as crianças", avaliou.  "A mesa com certeza contribuirá muito para a prática profissional junto aos alunos com necessidades educacionais especiais (NEE). Uma vez que teremos mais recursos para trabalhar aspectos relacionados à atenção, concentração, memória, compreensão, dentre tantos outros aspectos nos atendimentos", afirmou a psicóloga Ellen Ribeiro de Andrade.

Além disso, a coordenadora das salas de recursos Josiane Alcântara Fernandes apresentou o projeto Escola de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). "Vamos oferecer o aprendizado da Língua Brasileira de Sinais (Libras) aos alunos surdos severos, que não têm oralidade, e aos seus pais ou responsáveis. Vamos envolver do mesmo modo a comunidade escolar desse aluno. Nosso objetivo é proporcionar a inclusão seja na escola ou no ambiente familiar. Atenderemos na sala de recursos da EMEI/EMEF Prof. Ricardo Luques Sammarco Serra, na Praia da Palmeiras, no contraturno das aulas e disponibilizaremos transporte", explicou.

No primeiro encontro da equipe da Educação Inclusiva também foi discutido o calendário de 2018 – datas comemorativas nos CRIES, Semana de Prevenção às Deficiências, Projeto Bebeaba em parceria com o Programa Primeiríssima Infância, entre outros assuntos. No dia 10 de março está agendada a participação de 30 profissionais do setor de Educação Inclusiva no II Simpósio de Autismo do Mais Sobre TEA, no auditório CTE da Escola de Especialistas de Aeronáutica – EEAR, em Guaratinguetá.



Últimas Notícias