Arnaldo Klajn/PMSS

Após reunião com a Petrobras, Prefeitura confirma acerto para recuperação definitiva da área contaminada no Itatinga


Postado em: 08/02/2018

Em uma reunião realizada na quarta-feira (07), no gabinete do prefeito Felipe Augusto, representantes da Prefeitura de São Sebastião e da Petrobras discutiram as ações de remediação que serão retomadas no local conhecido como  “área contaminada do Itatinga”, no bairro de mesmo nome, na região central do município. O objetivo é resolver o problema de saúde pública e uso do solo que há cerca de 12 anos assola um terreno de domínio da estatal.

O contrato será assinado entre março e abril deste ano. Serão 18 meses de reparos.

Estiveram presentes o prefeito Felipe Augusto, o vice Amilton Pacheco, os secretários de Meio Ambiente, Anacleto Oliveira Neto; de Urbanismo, Luís Eduardo Bezerra de Araújo; da Pessoa com Deficiência e do Idoso, Ercílio de Souza; e de Assuntos Jurídicos, Luiz Felipe da Silva Lobato; além do diretor parlamentar Coringa; do ex-prefeito Luizinho Faria, assessor de royalties; e do diretor da Defesa Civil, Ricardo Cardoso dos Santos.

Também participaram da reunião os vereadores Edivaldo Pereira Campos (Teimoso), Elias Rodrigues (pastor Elias), José Reis, Pedro Renato da Silva, Maurício da Costa Norte e o presidente da Câmara, Reinaldinho Moreira.

Da Petrobras, participaram do encontro os engenheiros ambientais Fernando de Melo, Carla Gamboa e Flávio Bezerra; a advogada Rossana Rocha, e o gerente geral Gerson José Martins de Andrade.

“As gestões passadas não se importaram em encontrar soluções e iniciar diálogo para resolver problemas da área contaminada no Itatinga. Estamos nos recuperando. Estamos para assinar um novo contrato e vamos precisar da Prefeitura para que as soluções aconteçam”, disse o gerente da Petrobras.

Segundo ele, a administração municipal irá ajudar em questões técnicas. Serão feitas a interligação de linha de escoamento de lençol freático, remoção de solo da região e a demolição de uma casa. “Faremos o saneamento e entregaremos a área de volta para a prefeitura e para a comunidade”, avisou Andrade.

No encontro, foram levantadas hipóteses para o local, como a instalação de uma praça, um centro esportivo. “A prefeitura irá ajudar no que for preciso”, disse o prefeito Felipe Augusto. “Já estamos providenciando o projeto arquitetônico daquela área. Iremos apresentá-lo ao Ministério Público, ao Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema) e à Petrobras para haver um entendimento do que será instalado ali”, finalizou.



Últimas Notícias