Cláudio Gomes/PMC

Sem manutenção do Estado, SP-55 recebe operação da Prefeitura para conter buracos e erosões no trecho de Caraguá


Postado em: 12/01/2018

O mau estado de conservação da Rodovia Manoel Hyppolito do Rego (SP-55) no trecho entre São Sebastião e Caraguatatuba, sob jurisdição do DER (Departamento de Estradas e Rodagem) - órgão da Secretaria dos Transportes do Estado, já foi alvo de reportagens do Radar Litoral. Apesar de ser responsabilidade do Estado, a Prefeitura de Caraguá iniciou uma operação tapa-buracos nesta sexta-feira (12/1) no trecho que corta o município.

O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, determinou o início da operação tapa-buraco no trecho sul da SP-55 (Rio-Santos), entre os bairros Porto Novo e Pontal de Santamarina. Em frente ao Distrito Policial no Porto Novo os motoristas tinham que desviar de "crateras" nas laterais da pista, especialmente, após o período de chuva da última semana. 

Segundo a prefeitura, alguns trechos estão sem manutenção há anos. A ação, coordenada pela Secretaria de Serviços Públicos, compreende os trechos considerados mais críticos da rodovia. A equipe está trabalhando na pista sentido São Sebastião/Caraguatatuba.

Alguns trechos recebem Operação Tapa Buracos e outros, recapeamento com CBUQ, tipo de revestimento asfáltico betuminoso a quente, comumente utilizado nas vias urbanas e rodovias. Para a realização da operação, a equipe de trabalho conta com o apoio de uma retroescavadeira, um munk, dois caminhões trucados e um rolo compactador.

A previsão é de que na segunda-feira (15/01) os funcionários retomem na pista contrária (sentido Caraguatatuba/São Sebastião). Os mesmos serviços também serão levados para a avenida José da Costa Pinheiro Júnior, que liga os bairros Travessão e Perequê Mirim. "Precisamos melhorar as condições da via e por isso resolvemos realizar a manutenção. Estamos nos próximos dias com equipamentos e servidores da Prefeitura trabalhando nos locais", disse o prefeito Aguilar Junior.

"Cratera" encontrada pela Prefeitura durante a operação tapa-buraco; manutenção da estrada é de responsabilidade do Estado

Municipalização

A Prefeitura de Caraguatatuba já solicitou no ano passado o pedido de municipalização do trecho urbano (cerca de 10 km) da SP-55, desde que o Estado entregasse a concessão após um recapeamento. No primeiro semestre do ano passado, a Câmara aprovou por unanimidade o projeto de Lei 34/17 que autoriza o Executivo a receber a transferência de titularidade do Governo do Estado, atual mantenedor da Rodovia Rio-Santos.

DER

Em nota, o DER informou que iniciou na quinta-feira (11/1) as obras de conservação na SP-55, do km 102,3 ao km 120. "Os serviços começaram pelo km 102,3 e caminharão progressivamente até o km 120. No entanto, a Prefeitura Municipal, sem autorização do DER, realizou intervenções em locais já programados anteriormente pelas equipes de conservação do DER".

Reportagem recente

Em novembro de 2017, a situação da Rodovia Manoel Hyppolito do Rego (SP-55), no trecho duplicado entre os municípios de Caraguatatuba e São Sebastião, foi alvo de reportagem do Radar Litoral. Buracos, erosões, desníveis no solo são alguns dos problemas constatados. Há dois meses, um internauta questionou a instalação de duas lombadas (redutores de velocidade) em sequência na reta da Enseada, num trecho com vários buracos no asfalto. 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria dos Transportes do Estado, na ocasião. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que "implantou os redutores de velocidade (lombadas físicas) após a realização de estudos técnicos, que indicaram a necessidade dessa medida para aumentar a segurança dos motoristas e principalmente dos pedestres na rodovia Doutor Manoel Hyppolito Rego (SP-055)".

Ainda na nota encaminhada em novembro, o DER relatou que executa serviços de conservação, como roçada, poda, limpeza e manutenção do pavimento frequentemente. O Radar Litoral questinou se havia previsão de recapeamento da estrada neste trecho entre São Sebastião-Caraguatatuba. O DER informou que "prepara estudos para recuperação estrutural da rodovia". Quanto à municipalização, o Departamento de Estradas e Rodagem relata que "a possibilidade está sendo avaliada".

Motoristas relataram em reportagem anterior prejuízos causados pelo mau estado de conservação da pista, que apresenta buracos, rachaduras e até mesmo erosões. Pneus furados, amortecedores quebrados, abalos no sistema de direção e outros problemas foram apontados por usuários. 

Em dias de chuva, diversos pontos de alagamentos também são registrados.  "Não tem o que fazer. Minha moto já furou o pneu após passar nessa cratera", disse Luis Andre Oliveira, motoboy que utiliza a estrada diariamente. "Sempre tem acidente nesta estrada e entre os motivos estão os buracos. Carros freiam bruscamente e outro acerta a traseira", cita Anderson Carvalho, empresário de 32 anos. Atualmente, o Estado trabalha na construção da nova ligação entre os dois municípios, a chamada "Nova Tamoios - Contornos", prevista para ser entregue em setembro de 2018.



Últimas Notícias