Uber confirma início de operação no Litoral Norte


Postado em: 28/12/2017

A Uber informou, por meio de nota, que começa a operar em três municípios do Litoral Norte - São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba - a partir das 14 horas de sexta-feira (29/12). O Radar Litoral trouxe em primeira mão, na noite de quarta-feira (27/12), que o aplicativo já funcionava em São Sebastião.

A Uber informou que o início das atividades da empresa na região deve tornar mais fácil a vida de moradores e visitantes que lotam essas cidades durante o verão. "A Uber pretende ser parte dessas cidades oferecendo à população uma alternativa acessível, moderna e eficiente para que os moradores e turistas aproveitem ainda mais as belezas do litoral", cita a nota.

Atualmente, a Uber opera em mais de 100 municípios em todo o Brasil com o objetivo de oferecer mais uma alternativa prática e confiável de mobilidade para a população.

De acordo com a empresa, os valores para o Uber X no Litoral Norte serão R$ 2,00 de preço base, somandos a R$ 1,20 por quilômetro rodado e R$ 0,20 por minuto.

O preço mínimo e taxa de cancelamento têm o mesmo valor: R$ 6,00.

O Radar Litoral conversou com algumas pessoas, que sob condição de anonimato, já se cadastraram no aplicativo. "Após o cadastro, assistimos um vídeo com informações e com orientações para cuidados com o carro e a necessidade de termos suporte para celular, carregador e um bom pacote de internet", informou uma motorista cadastrada.

Taxistas

O presidente da Associação dos Taxistas de São Sebastião, Lucimar Martins Nogueira, o Tinho, disse, em entrevista anterior, que foi criado o aplicativo Táxi Legal Litoral, que concede 20% de desconto nas corridas, “buscamos a padronização da frota e procuramos nos vestir da forma que a Prefeitura solicitou. Gastamos dinheiro e agora vem o Uber”, questionou.

Para o presidente da Associação, a Prefeitura precisa dar apoio aos taxistas, pois é uma classe que vive exclusivamente desse serviço. Se não tivermos o apoio das autoridades locais, vamos parar a cidade".



Últimas Notícias