Divulgação

Aquário de Ubatuba, Projeto Tamar e Instituto Argonauta montam árvore de Natal com lixo encontrado no mar


Postado em: 21/12/2017

Os resíduos encontrados nas praias da região "enfeitam" uma árvore de Natal em Ubatuba. O Aquário de Ubatuba, o Projeto Tamar e Instituto Argonauta criaram uma árvore de Natal, com nove metros, que tem como enfeites diversos materiais, como chinelo, garrafa pet, boia, colete salva vidas, brinquedos, escova de dente, bolas de enfeites natalinos, essas foram recolhidas após navio despejar containers no mar, além de redes de pesca, que parte delas era ‘’redes fantasma’’ recolhidas do mar pelas equipes.

Há também redes doadas pela Polícia Ambiental, sendo que uma das cordas foi retirada do corpo de uma baleia. Os enfeites foram feitos pelo programa Eco Formativo - Nosso Papel de Futuro do Projeto Tamar.

“Eu adorei essa ideia, é uma ótima reflexão. A gente imagina que árvore de Natal sempre é bonita, mas essa não é por ter tanta sujeira que foi encontrada nas praias e isso é triste”, ressalta Daniela Oliveira que estava passeando com as filhas, que ficaram impressionadas com tanto lixo.

Em comemoração ao Natal de 2017, a árvore foi colocada na Praça da Baleira, ao lado do Aquário de Ubatuba, em uma edição maior do que já executada anteriormente, com objetivo de conscientizar a população da responsabilidade individual e coletiva sobre o lixo no mar que mata, todos as anos, milhares de animais marinhos.

Um pouco da história

O Aquário de Ubatuba desde  a sua inauguração, em 1996, sempre atuou em busca de sensibilizar seu público em relação à questão ambiental. Sendo assim, foi a primeira instituição brasileira a tratar do problema do lixo nas praias com um enfoque de educação ambiental destinando em seu circuito de visitação uma área dedicada ao tema.

Além disso, o Aquário de Ubatuba e o Projeto Tamar foram os pioneiros em mutirões de limpeza de Praia no Litoral Norte, bem como o primeiro clean up day. Ambos, juntamente com o Instituto Argonauta, realizam ao longo das duas últimas décadas, inúmeras atividades de atendimento a fauna marinha atingida por lixo através dos Centros de Reabilitação existentes, sendo que o número de animais atendidos pelo Instituto Argonauta e Aquário já ultrapassa a casa dos milhares.

 



Últimas Notícias