Radar Litoral

Com buracos e sem recapeamento, trecho duplicacado da SP-55 entre Caraguá e São Sebastião 'ganha' lombadas


Postado em: 16/11/2017

A situação da Rodovia Manoel Hyppolito do Rego (SP-55), no trecho duplicado entre os municípios de Caraguatatuba e São Sebastião, já foi alvo de diversas reportagens do Radar Litoral, especialmente em razão do estado de conservação. Buracos, erosões, desníveis no solo são alguns dos problemas constatados. Nesta semana, um internauta questionou a instalação de duas lombadas (redutores de velocidade) em sequência na reta da Enseada, num trecho com vários buracos no asfalto. 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria dos Transportes do Estado. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que "implantou os redutores de velocidade (lombadas físicas) após a realização de estudos técnicos, que indicaram a necessidade dessa medida para aumentar a segurança dos motoristas e principalmente dos pedestres na rodovia Doutor Manoel Hyppolito Rego (SP-055)".

Ainda na nota, o DER relatou que executa serviços de conservação, como roçada, poda, limpeza e manutenção do pavimento frequentemente. O Radar Litoral questinou se há previsão de recapeamento da estrada neste trecho entre São Sebastião-Caraguatatuba. O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, durante visita do governador do Estado, Geraldo Alckmin, às obras da Nova Tamoios neste ano, apresentou proposta de municipalização do trecho, desde que entregue totalmente recapeado. 

O DER informou que "prepara estudos para recuperação estrutural da rodovia". Quanto à municipalização, o Departamento de Estradas e Rodagem relata que "a possibilidade está sendo avaliada".

Situação mostrada pelo Radar Litoral

O grande número de buracos ao longo da Rodovia Manoel Hyppolito do Rego (SP-55) no trecho entre São Sebastião e Caraguatatuba tem provocado diversos problemas em veículos e, principalmente, colocado em risco à segurança de motoristas e motociclistas. Em fevereiro deste ano, o Radar Litoral publicou reportagem sobre o assunto e, na ocasião, o DER informou realizar operações tapa-buracos constantes, assim como estudava o recapeamento, o que não ocorreu até o momento. 

Motoristas relataram prejuízos causados pelo mau estado de conservação da pista, que apresenta buracos, rachaduras e até mesmo erosões. Pneus furados, amortecedores quebrados, abalos no sistema de direção e outros problemas foram apontados por usuários. 

Em dias de chuva, diversos pontos de alagamentos também são registrados.  "Não tem o que fazer. Minha moto já furou o pneu após passar nessa cratera", disse Luis Andre Oliveira, motoboy que utiliza a estrada diariamente. "Sempre tem acidente nesta estrada e entre os motivos estão os buracos. Carros freiam bruscamente e outro acerta a traseira", cita Anderson Carvalho, empresário de 32 anos. Atualmente, o Estado trabalha na construção da nova ligação entre os dois municípios, a chamada "Nova Tamoios - Contornos", prevista para ser entregue em setembro de 2018.



Últimas Notícias