Festa senegalesa homenageia líder pacifista em Caraguá


Postado em: 08/11/2017

Os senegaleses que moram em Caraguatatuba convidam a população para conhecer um pouco mais sobre a sua cultura durante festa que será realizada nesta quarta-feira (8), na Praça do Caiçara e na Praça do Coreto.

O objetivo da festa é homenagear Serigne Touba (Bamba), líder pacifista que lutou pela liberdade do Senegal contra a colonização francesa sem diretamente apoiar batalhas físicas contra os franceses como outros líderes muçulmanos da região o fizeram na época.

Entre as festividades, das 10h às 11h tem a cerimônia religiosa na sala ao lado da Videoteca Lúcio Braun, anexo do MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba.

A partir das 18h, no Coreto, tem apresentação musical popular e do Projeto Touba e Gastronomia Senegalesa.

Hoje, o Litoral Norte conta com 20 senegaleses refugiados dos quais 19 estão em Caraguatatuba e um em Ilhabela. Com a parceria, a Fundacc disponibiliza um espaço para que eles possam se encontrar com o objetivo de manter tradições e costumes como forma de afirmar a identidade cultural que é especialmente ao imigrante, e ao mesmo tempo abordar as questões de integração na nova terra.

Sobre Touba

Também conhecido como Cheikh Ahmadou Bamba, foi um líder religioso que produziu uma quantidade "prodígio" de poemas e trabalhos sobre meditação, rituais e estudos do Alcorão.

Ele tornou-se uma das figuras mais importantes do islamismo em sua localidade, ele fundou a fraternidade de murídio. Touba, o maior santuário do Mouridismo, desempenhou um papel fundamental na expansão e desenvolvimento desta fraternidade.

 

Ao fundar esta cidade aninhada no coração do Baol, o xeque Ahmadou Bamba foi motivado por um desejo ardente de adorar a Deus que foi acompanhado apenas pelos longos retiros espirituais que observou para consagrar-se ao Todo-Poderoso.

Uma grande cerimônia chamada "Magal de Touba" é celebrada anualmente para comemorar o aniversário da partida de Bamba no exílio no Gabão. Esta comemoração constitui uma peregrinação e um evento inscrito no tempo para mostrar a eterna gratidão do xeque Ahmadou Bamba em relação a seu Senhor e seu guia, o Profeta Mohamed ter aprovado sua missão foi reviver Islamismo e salvar a humanidade.

 



Últimas Notícias