Gustave Gama/Radar Litoral

Surfistas buscam vaga na elite do surf mundial no Hang Loose São Sebastião Pro em Maresias


Postado em: 02/11/2017

O Hang Loose São Sebastião Pro - QS 3000 começou na quinta-feira (2/11) com sol, céu azul e, claro, o mais importante: boas ondas na praia de Maresias, na Costa Sul. As baterias foram acirradas desde o início da manhã e promete muita disputa até domingo (5/11). O Radar Litoral acompanha a competição, que reúne centenas de turisas e moradores na badalada praia sebastianense.

E a expectativa é para esta sexta (3/11) e sábado (4/11) quando estão previstas as participações dos campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho. Este é o último evento antes da Tríplice Coroa Havaiana, que fecha a temporada da World Surf League na ilha de Oahu.

A única ausência em Maresias será Filipe Toledo, que sofreu uma contusão na costela durante a “perna europeia” e preferiu voltar para casa na Califórnia, para se fortalecer para as provas finais no Havaí. Mas, Caio Ibelli, Miguel Pupo, Wiggolly Dantas, Italo Ferreira, Ian Gouveia e Jadson André, estão todos confirmados para competir em Maresias. Além deles, todos os brasileiros que estão se classificando para o CT 2018, entre os dez indicados pelo ranking do WSL Qualifying Series, como o paulista Jessé Mendes e o catarinense Yago Dora, que já estão garantidos na elite dos top-34 do ano que vem. Os outros integrantes do G-10 no momento são os catarinenses Willian Cardoso e Tomas Hermes e o cearense Michael Rodrigues, que mora em Florianópolis há muitos anos.

Mais de 100 surfistas participam do Hang Loose São Sebastião Pro para disputar os 3 mil pontos no ranking do WSL Qualifying Series. O evento também vai fechar a disputa pelo título sul-americano da WSL South America, liderada pelo paulista Thiago Camarão com o capixaba Krystian Kymerson em segundo lugar no ranking. As baterias eliminatórias começam na quinta-feira e prosseguem até domingo, quando será conhecido o campeão da última etapa do Circuito Mundial na América do Sul esse ano.

Depois da invencibilidade na “perna europeia”, com vitórias nas etapas do CT da França e de Portugal, o novo vice-líder da corrida pelo título mundial da temporada, Gabriel Medina, é a grande atração do Hang Loose São Sebastião Pro. Ele vai prestigiar o evento por estar sendo realizado na praia onde mora em São Sebastião. Depois, parte para o Havaí, onde vai tentar o bicampeonato mundial, principalmente contra o atual campeão mundial, John John Florence. “Estou super feliz com meus resultados. Foi até além do que eu esperava e estou empolgado sim. Antes, não estava pensando em título mundial, mas agora já dá para pensar. É muito pouca a diferença entre a gente”, disse Gabriel Medina, que falou sobre sua participação no Hang Loose São Sebastião Pro. “É muito bom estar em casa, ainda mais competindo. É um evento que quero me divertir e, com certeza, quero ganhar, mas sem pressão. Vai ser bom encontrar todo mundo aqui e será uma boa preparação para manter o ritmo pro Havaí”.

Charles Saldanha, técnico de Gabriel Medina, orienta jovem surfista antes de bateria nesta quinta (2/11)

O campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, também está animado por voltar a competir na Praia de Maresias: “É sempre legal competir em casa. Maresias é uma onda incrível e espero que seja um grande evento. É muito bom ter uma etapa do Circuito Mundial em São Paulo de novo, um estado onde só tem feras do esporte e competir contra eles será um grande desafio”.

Os últimos eventos realizados no litoral paulista aconteceram nas mesmas ondas da Praia de Maresias, em São Sebastião. No evento de 2014, o campeão foi Filipe Toledo e no ano seguinte foi Miguel Pupo quem festejou a vitória diante de um enorme público, que sempre lota os eventos realizados na praia mais badalada do Estado de São Paulo. 

Público assiste baterias do Hang Loose Pro, na praia de Maresias, na Costa Sul de São Sebastião



Últimas Notícias