GCM de São Sebastião divulga balanço do 1º semestre e registra quase 3 mil atendimentos


Postado em: 11/08/2017

A Guarda Civil Municipal de São Sebastião (GCM) divulgou um balanço das suas ações no primeiro semestre de 2017. Os números apurados demonstram que a corporação atendeu a 2.882 chamados de ocorrências, que vão desde o patrulhamento preventivo nos bairros a prisões por tráfico de drogas. Programas de segurança pública foram criados para aperfeiçoar o atendimento a população.

De janeiro a junho deste ano, a Guarda Civil realizou 14 prisões, sendo 10 em flagrante, com oito somente por tráfico de drogas. Foram 16 apreensões de menores de idade. Quatro veículos, 273 pinos de cocaína, 273 pedras de crack e 124 porções de maconha também foram apreendidos pela corporação.

Do total de quase três mil atendimentos, maio foi o mês com maior número de chamados, 768. Foram gerados pela GCM nos primeiros seis meses do ano, 283 boletins de ocorrência, sendo a maioria por furto, roubo, apreensões de drogas e acidentes de trânsito.   

"Estes números são reflexos de uma tropa motivada. Quando assumimos a gestão no começo do ano, nos deparamos com inúmeros problemas na corporação, que, em tempo recorde, fomos solucionando. Hoje vejo uma tropa trabalhando mais e melhor em relação aos outros anos, com uma equipe de comando dedicada, formada por guardas de carreira, e preocupada em capacitar constantemente os agentes", ressalta o Secretário de Segurança Urbana, José Roberto Lara.

Nos primeiros meses de 2017, a GCM, que não havia nenhum programa de segurança pública no seu quadro de ações, criou cinco. Instituiu o "Bairro Seguro", "Transporte Seguro", "Ronda Escolar", o "Curso de Defesa Pessoal Feminino" e a "Patrulha Maria da Penha". Está sendo criado também, em parceria com a Coordenadoria da Mulher, no combate ao tráfico de pessoas no Litoral Norte, o polo municipal de captação de denúncias sobre o tema.

Pela primeira vez a GCM é comandada por guardas de carreira. "O guarda de carreira é comprometido com a sua instituição e com a sua cidade. Procuramos melhorar a cada dia, entregando aos guardas um comando parceiro, justo, e para a população, uma GCM motivada, preparada e capacitada", comenta o comandante da Guarda Civil, Edgar Celestino.

O balanço dessas ações foi possível graças a atividade de inteligência do Centro de Operações Integradas (COI), que mês a mês compila minuciosamente os dados de produção da GCM. "Até o ano passado não era produzido nenhum tipo de estatística, nem documento que comprovasse a atuação da GCM. Iniciamos o trabalho do zero e vem rendendo bons frutos", explica o responsável pela elaboração das estatísticas, GCM André Marques Prado.

Em janeiro deste ano, a Guarda Municipal apresentava problemas como a documentação irregular junto à Polícia Federal, registro do armamento por vencer e coletes balísticos com data de validade expirada, o que é ilegal e impediu a atuação dos guardas nas ruas. Durante o processo de reestruturação do órgão, que levou cerca de 40 dias, os guardas passaram por diversos treinamentos de capacitação, como cursos de defesa pessoal, cursos de tiro, de táticas policiais, abordagens e incursões em ambientes hostis.



Últimas Notícias