Moradores reclamam de "bloqueio de garagens" em rua da Topolândia e pedem estacionamento na obra do Contorno; empresa reforça orientação a funcionários



Postado em: 03/08/2017


Moradores da Travessa Remilda Soares de Lima e de parte da Rua São Benedito, na Topolândia, em São Sebastião, reclamam do "bloqueio de garagens" por veículos deixados por trabalhadores da obra da Nova Tamoios/Contornos e pedem a criação de um bolsão de estacionamento no canteiro de obras, que fica próximo ao local. O Radar Litoral entrou em contato com a Construtora Queiroz Galvão, que informou que reforçará a orientação aos funcionários.

Os moradores reclamam ainda do "barulho" na rua durante a madrugada e início da manhã com o início do turno e a chegada das equipes. Também salientam que um encarregado da empresa chegou a comunicar que um estacionamento seria criado, o que não ocorreu. 

Em nota enviada ao Radar Litoral, a construtora ressalta que não permite o estacionamento de veículos particulares dentro dos canteiros de obras por motivos de segurança. Porém, salienta que oferece aos funcionários o serviço de transporte gratuito diário. 

"A empresa atua para garantir o mínimo impacto possível de suas atividades ao cotidiano das comunidades próximas às obras. Por isso e como forma de manter o respeito à comunidade e às normas de comportamento exigidas da sua equipe de trabalho, reforçou as orientações internas em campanhas de conscientização nos Diálogos Diários de Segurança, feitos diariamente ao início dos expedientes, além de panfletagem. E, se for o caso, vai advertir os trabalhadores que estiverem em desacordo com as recomendações estipuladas", diz a nota enviada pela Construtora Queiroz Galvão.

Ainda na nota, a Construtora Queiroz Galvão Brasil informa que recebeu a reclamação do morador do bairro da Topolândia em seu posto de atendimento no Morro do Abrigo. "Para esclarecer o transtorno descrito pelo morador, uma equipe de atendimento foi enviada à rua São Benedito, local indicado por ele, em dias diferentes. Porém, não foi encontrada a situação relatada, como demonstram as fotos anexadas. Apenas veículos de pequeno porte estavam estacionados na via, em locais permitidos", relata a nota oficial. A empresa informou ainda que, por se tratar de uma via pública de livre movimentação, a aplicação das leis municipais de trânsito cabe aos órgãos competentes.

 



Últimas Notícias