Radar Litoral

Exclusivo: Polícia Civil prende nesta manhã suspeitos do assassinato de encarregado da Queiroz Galvão; crime ocorreu há uma semana


Postado em: 12/05/2017

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (12/5), dois suspeitos do assassinato do funcionário da empreiteira Queiroz Galvão, Antônio Cláudio Lopes Ferreira, 48 anos, ocorrido no último sábado (6/5), no Bairro de São Francisco, em São Sebastião. Os dois homens, um deles ex-funcionário da empresa, foram presos no bairro Topolândia. A reportagem do Radar Litoral esteve na Delegacia de Polícia e conversou com o delegado Vanderlei Pagliarini, responsável pela investigação.

Os investigadores da Polícia Civil cumpriram o mandado de prisão logo no início desta manhã de sexta-feira, por volta das 6h15. Os dois suspeitos, um de 35 e outro de 32 anos, foram presos em suas casas. 

Sob o comando do delegado Vanderlei Pagliarini, o inquérito considerou imagens de câmeras de segurança e também depoimentos. Um dos suspeitos do crime foi funcionário da empreiteira e teria pedido uma promoção ao encarregado, que teria informado não caber a ele tal medida. Este suspeito já não fazia parte do atual quadro de empregados da Queiroz Galvão desde o final do ano passado.

Amigos da vítima ouvidos na investigação contaram que Antonio Cláudio já havia reclamado de "ameaça". O crime aconteceu logo pela manhã do último sábado (6/5), pouco depois das 6h.

A Polícia Militar foi acionada às 6h21 com a informação que havia um homem caído no chão na Rua Martins do Val, vítima de disparo de arma de fogo. A vítima estava apenas com o crachá de identificação da empresa.

O homem chegou a ser socorrido por equipe de resgate, que o levou para o PS Central. O tiro atingiu o ombro da vítima, que faleceu após tentativas de reanimação pela equipe médica. Ele morava com outros trabalhadores contratados pela empresa.

Radar Litoral entrou em contato com a empresa no último sábado. Em nota, "a Construtora Queiroz Galvão Brasil lamentou a morte do colaborador Antônio Claudio Lopes Ferreira, e que a prioridade da empresa seria dar suporte à família do funcionário.

Ainda na nota oficial, a construtora informou que "acompanha as investigações feitas pelos órgãos competentes de São Sebastião e está prestando todos os esclarecimentos necessários para a resolução do caso". Em respeito a Antônio Claudio, os trabalhos nos canteiros de obra do Contorno de São Sebastião foram suspensos no último sábado.



Últimas Notícias