Divulgação

Corpo de Bombeiros faz alerta de forte ondulação no litoral paulista neste final de semana prolongado


Postado em: 27/04/2017

O Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), por meio de seu comandante, coronel Átila Gregório Ribeira Pereira, emitiu nota à imprensa para alertar sobre alterações meteorológicas e fortes ondas previstas para o final de semana no litoral paulista. A situação oferece riscos para a navegação e banhistas.

De acordo com a nota, para esta sexta-feira (28), a ondulação deve chegar a 1m de altura, com período entre ondas superior a 20 segundos, podendo chegar ao pico de 3m de altura das ondas no sábado (29). No domingo (30) e no feriado do Dia do Trabalho (01/05), a altura deve chegar a 1,5m.

De acordo com o GBMar, o período entre as ondas deve ser de 18 segundos no sábado e cai para 14 e 12 segundos, respectivamente, no domingo e na segunda. “Um período entre ondas longo como este, faz com que a ondulação se aproxime da costa com maior energia”. Essa situação faz com as ondas desloquem maior volume de água ao quebrarem nas praias, gerando uma “correnteza” no retorno, responsável por mais de 80% dos afogamentos em praia em todo o mundo.

Como não há previsão de chuvas para o final de semana prolongado e diante da possibilidade de um grande afluxo de turistas, o Corpo de Bombeiros vai intensificar o emprego de seu efetivo para garantir a segurança dos banhistas.

Orientações

O comandante do GBMar no Litoral Norte, capitão João Batista Rapaci, disse que a população deve evitar as praias mais expostas. No caso de São Sebastião, de Barequeçaba até a divisa com Bertioga. Em Ilhabela, as praias “de trás”, como Castelhanos e Bonete. Em Caraguatatuba, a partir do Capricórnio e toda a costa de Ubatuba.

Rapaci orienta que as pessoas devem evitar entrar no mar, “pois teremos ondas mais fortes do que estamos acostumados, o que surpreende os banhistas”. Ele também recomenda que as pessoas não andem nas costeiras, pois uma onda forte pode surpreendê-las.

Aos surfistas, a recomendação é que escolham bem a praia onde vão praticar o esporte e conheçam o seu limite.

O comandante destacou ainda que os banhistas devem evitar se distrair com fotos, seja no mar ou na costeira. “Na Praia da Sununga, em Ubatuba, já houve óbito de uma pessoa que foi tirar foto com onda grande ao fundo e acabou arrastada”.

Para Rapaci, o ideal é que as pessoas evitem entrar no mar nestes dias de forte ondulação. Em caso de emergência, o Corpo de Bombeiros pode ser acionado pelo telefone 193.



Últimas Notícias