Deslizamento de terra atinge quatro casas nesta madrugada em Camburi; São Sebastião entra em estado de alerta



Postado em: 01/03/2016


A Defesa Civil informou que São Sebastião entrou em estado de alerta em função das chuvas constantes que ocorrem desde a noite de domingo (28), causando estragos especialmente na Costa Sul. Na madrugada desta terça-feira (01), uma queda de barreira atingiu quatro casas em Camburi, mas ninguém ficou ferido.

De acordo com o chefe da Defesa Civil no Município, Carlos Eduardo dos Santos, o Carlão, durante a madrugada, foram atendidas várias ocorrências. A principal delas ocorreu por volta das 4h30, foi um deslizamento de terra no local conhecido como Barreirinha, em Camburi, que atingiu quatro casas.

Segundo a Defesa Civil, na Barreirinha o fenômeno atingiu quatro casas por volta das 4h30. Uma família (três crianças e um adulto) ficou presa em sua residência e precisou ser retirada pela equipe após a quebra do muro. Todas as pessoas seguiram para casa de parentes ou amigos.  "Se a chuva continuar conforme está previsto, vamos ter que remover provavelmente mais seis famílias porque há risco de descer mais terra", afirmou Carlão.

Em Juquehy, o deslizamento ocorreu na rua Iracema e danificou uma residência de alto padrão. "Na segunda, já havia acontecido um pequeno escorregamento e nesta madrugada o volume de terra foi bem maior", revelou a Defesa Civil. No bairro, a equipe monitora outros deslizamentos. Na rua Rio de Janeiro, por exemplo, o incidente afetou uma casa de veranistas e a terra continua descendo do morro. No imóvel, entretanto, não havia ninguém.

Outro local monitorado é a Vila Pantanal, também em Juquehy, onde aconteceram dois escorregamentos. Um deles ameaça atingir uma casa em que vivem aproximadamente 10 pessoas. "Elas deverão  ser removidas porque a terra está descendo e deve chegar até o imóvel que está bem embaixo", avisou Carlão.

No km 178 da Rodovia Rio-Santos, na altura de Barra do Una, houve queda de pedras que interrompeu o tráfego durante a madrugada. O motorista deve trafegar com atenção, pois as pedras estão no acostamento e há riscos de deslizamento em outros trechos da rodovia.

De acordo com Carlão, 26 famílias estão desabrigadas em São Sebastião, sendo que 11 delas estão no ginásio de Boiçucanga e o restante em casas de parentes.

Entre 21 horas de segunda e 6 horas desta terça, choveu 25,8 mm, o que representa 25% da chuva prevista para um mês.  Vale ressaltar que entre a noite de domingo e a manhã de segunda, as chuvas na Costa Sul atingiram 218 mm, o previsto para três meses.

A previsão é de mais chuva para, pelo menos, os dois próximos dias. A orientação da Defesa Civil é procurar e/ou acionar a equipe ou o Corpo de Bombeiros em caso de emergência pelos telefones 199 ou 193, respectivamente.

IPT/IG

Técnicos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e IG (Instituto Geológico) estão no município fazendo vistorias. Na segunda, foram feitas vistorias na Tropicanga e em Juquehy. Nesta terça, ocorrem vistorias em no Morro do Abrigo e Olaria.

Na parte da tarde, será feita uma vistoria em Camburi, em local que houve deslizamento que estaria próximo ao oleoduto da Petrobras.

Contorno Sul

Em razão das fortes chuvas que atingiram o Litoral Norte durante o fim de semana, a Prefeitura de São Sebastião solicitou ajuda do Governo do Estado de São Paulo para uma série de reparos em várias regiões do município.

A Nova Tamoios Contornos começou a enviar já nesta segunda-feira (29/2) cerca de 350 toneladas de pedras para a região de Maresias, onde houve alagamentos. O material rochoso, retirado das escavações dos túneis do empreendimento, será usado para conter inundações.



Últimas Notícias