Felipe Samurai/Divulgação Nova Tamoios

Contorno Caraguá-São Sebastião terá pedágio no sistema 'free flow'; obra será entregue em novembro



Postado em: 27/05/2024


O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Parcerias em Investimentos (SPI), e a Concessionária Tamoios assinaram neste mês de maio um Termo Aditivo e Modificativo (TAM) no contrato de concessão da Rodovia dos Tamoios (SP-099). O objetivo é a implantação do Sistema Automático Livre - Free Flow na passagem no sistema concedido mediante substituição da praça de pedágio (P3), prevista para ser originalmente implantada no Contorno em Caraguatatuba, por pórticos que possibilitem a cobrança de tarifa de pedágio, no valor inicial previsto de R$ 4,80, em livre passagem.

De acordo com o Governo do Estado, o início de operação está previsto para 17 de novembro de 2024, data da conclusão de implantação dos Contornos de Caraguatatuba e São Sebastião. 

Concessionária Tamoios

A Concessionária Tamoios assumiu a operação e manutenção da rodovia dos Tamoios (SP-099) em abril de 2015 e a manutenção da Rodovia dos Tamoios, estrada que interliga São José dos Campos a Caraguatatuba, com objetivo de aprimorar e modernizar o caminho para o Litoral Norte de São Paulo. O valor total investido ao longo da concessão será de R$ 7,6 bilhões, sendo R$ 6,2 milhões de aporte público e R$ 1,4 milhão custeado pela concessionária. A fiscalização é realizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

As rodovias que contemplam a cobrança da tarifa de pedágio por meio do Sistema Automático Livre (Free Flow) devem prever a implantação de sinalização vertical e horizontal de forma a garantir a informação prévia ao usuário de que o trecho é dotado de pórticos de cobrança automática, conforme diretrizes estabelecidas pela Artesp. As placas de sinalização vertical de indicação e demais componentes de sinalização utilizados devem respeitar os manuais e normas vigentes de sinalização viária.

Free Flow

O sistema permite que motoristas trafeguem sem a necessidade de parar em praças físicas de pedágio. Composto por “pórticos”, com câmeras e sensores capazes de identificar o veículo por uma tag de cobrança ou pela placa, a tecnologia permite a cobrança justa da tarifa de acordo com o trecho rodado, de forma mais fácil, rápida e segura.

Segundo o Governo do Estado, o Free Flow traz uma série de benefícios: maior conveniência para os motoristas, melhoria na fluidez do trânsito, eficiência na coleta de tarifas, além da redução dos custos operacionais.

PPI

O Programa de Parcerias de Investimentos do Estado de São Paulo (PPI-SP) conta com 20 projetos já qualificados e distribuídas em quatro eixos estruturais – água e energia, mobilidade, rodovias e social. A expectativa é realizar 44 leilões até o final de 2026, tendo sido já realizados 3.



Últimas Notícias