PMC

Operação da Prefeitura, GCM e Polícia Militar fiscaliza 'ferros-velhos' e empresas de reciclagem em Caraguá



Postado em: 24/11/2023


Uma força tarefa formada pela Prefeitura de Caraguatatuba - por meio da Secretaria de Urbanismo, Vigilância Sanitária e Guarda Civil Municipal (GCM) - e a Polícia Militar fiscalizou empresas de reciclagens e ferros velhos no município nesta sexta-feira (24/11). Os agentes realizaram a vistoria de sete empreendimentos, no qual dois estavam em situação regular, um encontrava-se fechado, dois foram notificados por possuírem Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros (CLCB) vencido, e outros dois receberam notificações em relação ao comércio e a vigilância.

Um dos principais pontos abordados durante a ação foi a importância de garantir que os estabelecimentos atuem de forma adequada para o bem-estar da população e preservação do meio ambiente. O secretário da pasta, Wilber Cardozo, ressaltou a necessidade de um estabelecimento regularizado. "A reciclagem desempenha um papel fundamental na promoção da sustentabilidade e na redução do impacto ambiental. Porém, é importante que esses estabelecimentos estejam devidamente regularizados e sigam as orientações para que todo o processo ocorra de forma segura e eficiente", afirmou.

Os agentes verificaram a procedência dos materiais comercializados pelas empresas de ferros velhos, como cabos de energia, janelas e portas de alumínio, hidrômetros, entre outros. Essas medidas ajudam no combate às vendas de produtos adulterados ou ilícitos.

Segundo a prefeitura, a fiscalização desses empreendimentos é constante e incentiva a população a denunciar casos de comércio irregular ou suspeito de produtos sem procedência. A ação contou com incentivo de uma moradora que presenciou o trabalho da Prefeitura. De forma anônima, ela explicou a importância dessa operação para acabar com o trabalho clandestino, que causa inúmeros transtornos. “Eu acho que está certo, a Prefeitura precisa ir atrás e ver quem está irregular, para não prejudicar aqueles que estão corretos”, disse.



Últimas Notícias