Divulgação/MP

Operação Corvêia apura ‘rachadinha’ e afasta três vereadores na Câmara de Ubatuba



Postado em: 31/08/2023


A Polícia Civil, por meio do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) deflagraram na manhã desta quinta-feira (31) a Operação Corvêia, visando ao cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão no município de Ubatuba.

As investigações apuram a prática de crimes de associação criminosa, peculato (na modalidade conhecida como “rachadinha”), coação no curso do processo e cárcere privado, entre outros, que contariam com o envolvimento de pelo menos três vereadores de Ubatuba.

Decisão judicial determinou o afastamento dos vereadores Eugênio Zwibelberg (União Brasil), presidente da Câmara,  Junior Jr (Podemos) e Josué D'Menor (Avante). Os dois primeiros integraram a comissão processante que culminou com a cassação do mandato da prefeita Flávia Pascoal no dia 30 de maio deste ano.

A Justiça de Ubatuba também impôs medidas cautelares contra os investigados, como a suspensão da função pública e a consequente proibição de frequentar a Câmara Municipal, além do impedimento ao contato com qualquer pessoa que tenha relação direta ou indireta com as investigações.

Participaram da operação delegados de polícia, promotores de Justiça, policiais civis e servidores do Ministério Público Estadual.

O nome da operação vem do francês corvée, que era a obrigação do servo, na França medieval, em prestar serviços gratuitos nas terras ou instalações do senhor feudal.



Últimas Notícias