Prefeito da Ilha revoga decreto da gestão passada que desapropriava área de R$ 17 milhões



Postado em: 05/01/2020


O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci (PL), revogou na última segunda-feira (4/1) o decreto municipal 7.633/2019, que declarava de utilidade pública para fins de desapropriação o imóvel ao lado do "Campo do Galera", no bairro Água Branca. A desapropriação, feita na gestão passada, no valor de R$ 17 milhões, foi contestada pelo Ministério Público e aguardava decisão judicial.

Os recursos foram depositados em juízo, mas com a desistência da Prefeitura o dinheiro deverá voltar aos cofres do município. Colucci justificou a revogação do decreto alegando que não há interesse público na área em questão. "É um valor absurdo num terreno que não atende o interesse público. No local há uma grande área de preservação permanente, além de ter uma entrada pequena, que não justifica o investimento", afirmou o prefeito, que ainda lembrou que o local sofre com inundações. 

A desapropriação do terreno foi feita pela prefeita Gracinha Ferreira, com objetivo de construir um centro de lazer e esportes, estimado em cerca de R$ 13 milhões. As obras foram paralisadas por determinação da justiça.

*Colaborou Jornal Tribuna do Povo/Ilhabela



Últimas Notícias