Em entrevista, médico infectologista de Ilhabela fala sobre aumento dos casos de Covid-19



Postado em: 19/11/2020


O médico infectologista Dr. Paulo Madureira, da Secretaria Municipal de Saúde de Ilhabela, em entrevista na manhã desta quinta-feira (19/11) ao Jornal da Morada (95,5), falou sobre o aumento do número de casos de Covid-19 na cidade nas últimas semanas. Ele reforçou a necessidade do uso de máscara pela população e que sejam evitadas festas e aglomerações.

“Houve um aumento sim. A gente vem acompanhando desde o início da pandemia. O pico da epidemia se deu na primeira semana de agosto, com 224 casos, e começou a cair de 10 a 15% por semana. Na segunda semana de outubro, 11 casos positivos só. Nas últimas semanas vem crescendo. Na semana passada já tivemos 76 casos positivos”, relatou.

Conforme avaliou, isto se deve “seguramente a dois eventos”, a campanha eleitoral e as chamadas festas sociais. “As pessoas achando que a pandemia terminou baixaram a guarda. Notamos o crescimento inclusive na capital”.

Dr. Paulo Madureira informou que hoje são sete pacientes internados e ressaltou que, felizmente a letalidade é baixa na cidade. “Muito importante que a população saiba que não é possível se fazer festa, baixar a guarda. Deve-se ficar distante e usar a máscara no convívio social”.

Ele comentou sobre as possíveis vacinas. “Estão fazendo vacina em tempo recorde. Normalmente se demorava seis anos. Não só uma vacina, mas várias apresentam uma segurança boa. A partir do primeiro trimestre acredito que a pandemia esteja sob controle. Aqui em Ilhabela, nos testes realizados, são 21,5% de pessoas com anticorpo. Somado ao início da vacinação teremos um controle bom a partir do primeiro trimestre do ano que vem”, destacou.

A Secretaria de Saúde irá manter o gripário em um imóvel próximo ao Hospital Mário Covas e tendas anexas aos postos de saúde. Por enquanto, não há restrição de atividade comercial prevista. Desde o início da pandemia, Ilhabela registrou 1.977 casos confirmados de Covid-19 e 13 óbitos. Ao todo, 1.864 pessoas conseguiram se recuperar. 



Últimas Notícias