Procon dá dicas para consumidor não cair em "pegadinhas e golpes" nas ofertas da Black Friday



Postado em: 06/11/2020


Com a pandemia do novo Coronavírus o comércio viu a movimentação diminuir. Aos poucos, com a volta gradual das atividades, uma das datas mais esperadas - tanto pelos consumidores que estão de olho nas ofertas, quanto pelos comerciantes - é a Black Friday. A data oficial do grande dia de ofertas é só na última sexta-feira do mês, mas para aquecer os consumidores antecipadamente, os varejistas costumam lançar promoções o mês inteiro. O Procon de Caraguá dá dicas para o consumidor não cair em "pegadinhas e golpes".

De olho em um vídeo game novo, Wesley Souza Santos comenta que já está pesquisando as promoções. "Eu fico de olho todos os dias nos sites, mas por enquanto, não vejo mudanças nos preços", lamenta.

O diretor do Procon de Caraguatatuba, Aliex Moreira, orienta que o consumidor fique atento às ofertas recebidas por email "se o consumidor estiver pesquisando um produto no site da loja, e depois receber email com preço promocional não compre! Geralmente é golpe. O cliente deve entrar no site da loja e verificar se o valor do produto baixou o preço, desconfie sempre!".

Além disso, a recomendação de Aliex é que o comprador não realize transações via WhatsApp, Facebook ou Instagram e as compras devem ser sempre por meio de cartão de crédito "Se for golpe, você pode conseguir um desacordo comercial e cancelar a compra, já no boleto não há esta possibilidade, e infelizmente, o consumidor não vai conseguir o dinheiro de volta", alerta.

Reclamações

Caso o consumidor se sinta lesado ou encontre irregularidades nas ofertas, deve acionar a Fundação Procon. Os atendimentos estão sendo realizados das 09h às 14h, de segunda à sexta-feira. Ou ainda, de forma eletrônica, pelo email procon@caraguatatuba.sp.gov ou pelo telefone (12) 3987-8282.

A instituição fica localizada na Av. Frei Pacífico Wagner, 908 – Centro



Últimas Notícias