Instituto Argonauta

Argonauta registra aparecimento de mais uma baleia morta na região, a quinta desde agosto



Postado em: 06/10/2020


A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) do Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha foi acionada, na última segunda-feira (5/10) para atender uma ocorrência envolvendo uma baleia morta na praia das Toninhas, em Ubatuba. Esta é a quinta baleia que aparece morta no Litoral Norte desde agosto. 

De acordo com a equipe, trata-se de um Baleia Jubarte (Megaptera novaeangliae), em estágio avançado de decomposição. A equipe PMP-BS Argonauta deslocou o animal para uma costeira protegida e desabitada, onde foi apoitado. Foi realizada coleta de material para possíveis análises.

Vale ressaltar que, no mês passado, a equipe PMP-BS do Instituto Argonauta atendeu três ocorrências de morte de cetáceos no Litoral Norte: um filhote de Jubarte na praia do Jabaquara em Ilhabela; uma baleia morta boiando na altura da praia da Almada em Ubatuba; e uma jubarte juvenil em Boracéia, na Costa Sul de São Sebastião. No final de agosto, uma jubarte morta também foi encontrada em Juquehy, na cidade de São Sebastião.

Geralmente as jubartes migram da Antártica para a costa sul da Bahia durante o inverno para fins de reprodução e amamentação, em busca de águas mais quente e limpas, e por isso são avistadas na região do Litoral Norte – um dos caminhos da sua longa trajetória.

Sobre o Instituto Argonauta

O @institutoargonauta foi fundado em 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba e reconhecido em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). O Instituto tem como objetivo a conservação do Meio Ambiente, em especial a conservação dos ecossistemas costeiros e marinhos. Para isso, apoia e desenvolve projetos de pesquisa, resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, dentre outras atividades.

Sobre o PMP-BS

O Instituto Argonauta também é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. 

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. 

O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Argonauta monitora o Trecho 10, compreendido entre São Sebastião e Ubatuba. 

Para mais informações consulte: www.comunicabaciadesantos.com.br



Últimas Notícias