Divulgação/PMC

Procon de Caraguatatuba aplica R$ 4,5 milhões em multas no combate aos preços abusivos durante pandemia da Covid-19



Postado em: 11/09/2020


O Procon da Prefeitura de Caraguatatuba vem realizando a Operação Covid-19 desde o início da pandemia do novo coronavírus em março. O objetivo da ação é coibir o aumento abusivo de preços e verificar o estado de conservação dos produtos essenciais, como os da cesta básica e itens hospitalares de suma importância na prevenção à doença. 

Ao todo, o Procon aplicou R$ 4,5 milhões em multas desde 11 de março, data da decretação do estado de pandemia da Covid-19 pelo diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, em razão do avanço rápido da doença pelo mundo.

O diretor do Procon de Caraguatatuba, Aliex Moreira, disse que o órgão está atento às relações de consumo e não parou de trabalhar na pandemia da Covid-19. "O Procon fiscalizou mais de 90 estabelecimentos e autuou 55, com  mais de R$ 4,5 milhões em multas. A instituição tratou de reclamações relativas às finanças, serviços essenciais, alimentos, habitação, planos de saúde, produtos, animais de estimação, entre outros", destaca.

De acordo com o diretor do Procon, nas últimas semanas a entidade vem recebendo queixas sobre os alimentos principais da cesta básica. "Conforme as notícias da imprensa e as reclamações dos consumidores em relação ao aumento dos preços de itens da cesta básica, os maiores vilões são o arroz e o óleo. Esse aumento não é local, também ocorre em nível nacional por fatores como valorização do dólar, aumento das exportações e alta demanda interna por produtos alimentícios", avalia.

Moreira também requisitou auxílio ao Procon/SP na luta contra os preços abusivos na pandemia. "Ainda em reunião virtual com o diretor de Relações Institucionais da Fundação Procon de São Paulo, João Silvestre Bôrro,  solicitei o apoio para notificar os fornecedores, uma vez que os donos de supermercado de nossa região alegam sofrer para adquirir os produtos, e muitos já estão deixando de comprar alguns alimentos devido ao preço absurdo. Tem até supermercados dizendo que vão começar a fracionar a quantidade de produto, e em resposta, fui informado que o Procon/SP já está notificando esses fornecedores para coibir o abuso", adiantou.

O atendimento ao público do Procon de Caraguatatuba é de segunda a quinta-feira, das 9h às 14h. Na sexta-feira, os fiscais vistoriam os estabelecimentos com mais reclamações. O prédio fica na Av. Frei Pacífico Wagner, 908 – Centro. Mais informações pelo telefone (12) 3897-8282. As denúncias também podem ser feitas pelo link: http://procon.caraguatatuba.sp.gov.br/2020/03/18/atendimento-procon-on-line-denuncias/ .



Últimas Notícias