Divulgação/PMC

Temendo "invasão", Aguilar Júnior pede apoio ao Estado na fiscalização no feriado



Postado em: 02/09/2020


A preocupação com a possível 'invasão' de turistas e veranistas neste feriado prolongado de 7 de Setembro fez com que a Prefeitura de Caraguatatuba fosse em busca de medidas que possam evitar as aglomerações por conta do contágio da Covid-19. Para isso, o prefeito Aguilar Junior encaminhou um ofício ao governador João Dória, onde pede  reforço das polícias Militar e Civil, além da Vigilância Sanitária.

Nesta semana, o próprio governador teria solicitado aos prefeitos do litoral paulista que buscassem medidas para evitar o que teria ocorrido no final de semana anterior com as praias lotadas.
No ofício,

Aguilar Junior diz reconhecer o afinco do Estado no combate ao novo coronavírus e controle da Covid-19, mas que apesar de todo esforço da administração municipal nas ações preventivas, Caraguatatuba continua registrando um número significativo de pessoas infectadas. Atualmente, são 1.934 casos confirmados no município, dos quais 78 foram a óbito.

"Caraguatatuba tem apresentado elevadas temperaturas durante o inverno e, como consequência, vem atraindo turistas das mais diversas regiões do país. Por isso, as autoridades municipais preveem uma intensa movimentação de pessoas no feriado da Independência".

Ele lembrou, ainda , que os municípios do Litoral Norte possuem número reduzido de leitos hospitalares de isolamento capazes de atender o eventual aumento da disseminação do vírus. Assim, pede que o policiamento se una às equipes de fiscalização da prefeitura de Caraguatatuba na adoção de medidas preventivas.

Nesta quarta-feira, secretários de Urbanismo, Saúde, Fazenda, Mobilidade Urbana, Assuntos Jurídicos e Turismo se reuniram para definir estratégias de ações para o feriado prolongado. Uma delas é a proposta de intensa fiscalização nas praias para sol e banho, por isso o reforço do policiamento. Também devem ser realizadas barreiras sanitárias e fiscalização para evitar a descida de transportes clandestinos de turismo.

Os fiscais de Posturas e Comércio intensificam a força-tarefa para o cumprimento de horários de bares, restaurantes, quiosques e feiras livres com o objetivo de evitar aglomerações, bem como reforçar da obrigatoriedade do uso de máscara de proteção facial mesmo dentro dos estabelecimentos, feita pelas equipes da Vigilância Sanitária.

A Prefeitura também deve se reunir com representantes das Associações Comercial e Empresarial, de Quiosques, de Hotéis e Pousadas para que elas atuem junto a seus associados no sentido de cumprirem o Decreto Municipal 1.319 em vigência.



Últimas Notícias