Morte de morador na praia do Bonete gera indignação da comunidade por falta de desfibrilador



Postado em: 20/08/2020


A morte do pescador Jair Leite de Souza, 74 anos, morador da praia do Bonete, extremo sul de Ilhabela, após um mal súbito na manhã desta quinta-feira (20/8), causou indignação da comunidade em razão da falta de um equipamento "Desfibrilador Externo Automático (DEA)" na unidade de saúde do bairro. A praia fica há cerca de 15km do último ponto de acesso de carro, ou seja, o trajeto só pode ser feito por trilha a pé ou pelo mar, o que torna difícil os atendimentos de emergência. O Samu e o GBMar (Grupamento de Bombeiros Marítimos) foram acionados e estiveram no local, onde moradores já realizavam o procedimento de reanimação cardiorrespiratório. A vítima foi levada na lancha do GBMar até a Barra Velha, de onde seguiu de ambulância ao Hospital Mário Covas, mas não resistiu. A Prefeitura de Ilhabela informou que a licitação para compra do DEA para o posto de saúde do Bonete ocorreu na última quarta-feira (19/8).

O Radar Litoral conversou com familiares do pescador. Um sobrinho de Jair Leite lamentou a morte do tio e disse que todos fizeram o que podiam para salvá-lo, com o atendimento ainda na praia. Em um vídeo nas redes sociais, um morador registrou o procedimento de reanimação na areia da praia e disse que aguardava há mais de uma hora a chegada do resgate.

A praia do Bonete encontra-se numa faixa de mar aberto. Em dia de boas condições climáticas, uma embarcação leva pelo menos uma hora entre a Barra Velha e o Bonete. Por vezes, com o mar agitado, embarcações sequer conseguem chegar à praia. Desta forma, a comunidade cobra melhorias no sistema de saúde local. 

Prefeitura

Em nota, "a Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde lamenta o óbito ocorrido na comunidade do Bonete, na manhã desta quinta-feira (20). O paciente foi atendido pelo SAMU e GBmar do Corpo de Bombeiros e conduzido por mar ao Hospital Municipal Governador Mário Covas Júnior, porém chegou a óbito. A aeronave Águia da Polícia Militar também foi solicitada, mas devido ao mau tempo não tinha condições de voo".

Segundo a prefeitura, o desfibrilador está sendo comprado. "Informamos que já está em processo licitatório a aquisição de um DEA, e este será disponibilizado para aquela comunidade. A sessão de pregão eletrônico ocorreu ontem (19/8). Visando um atendimento mais ágil de socorro às comunidades tradicionais, a Prefeitura irá oficiar ao Governador do Estado de São Paulo, para que uma aeronave Águia da Polícia Militar fique estacionada no Litoral Norte, à disposição dos quatro municípios", diz a nota oficial. 



Últimas Notícias