Celia Santos/Casa Brasileira

Live "Todas por Elas na Literatura" debate a obra de Cecília Meireles nesta terça



Postado em: 29/06/2020


O olhar sobre o cotidiano na obra da escritora Cecília Meireles será o tema da live do projeto Todas por Elas na Literatura - em casa nesta terça (30/6), com o livro Melhores Crônicas. Em tempos de pandemia, a proposta  é compreender a visão que Cecília tinha dos problemas sociais da época e dos movimentos culturais e políticos dos quais participou entre 1930 e 1964, ano em que morreu.  

Nesse período, Cecília Meireles escreveu cerca de 2.500 crônicas, com um olhar crítico sobre o contexto social e na defesa da educação, da literatura e da criança. O  Todas por Elas na Literatura é o grupo de leitura de livros escritos por mulheres, do Instituto MPUMALANGA.  Em virtude da COVID-19, as reuniões mensais presenciais na Casa Brasileira estão agora em formato online, pela plataforma  www.facebook.com/institutompumalanga

Primeiro destaque feminino na literatura brasileira do início do século XX e  considerada um dos grandes nomes da poesia, Cecília nasceu em 7 de novembro de 1901, perdeu os pais ainda criança e estreou na poesia em 1919, aos 18 anos, com   “Espectros”. A escritora trouxe em sua obra as características  do Simbolismo,  último movimento das artes antes do Modernismo, que propunha um mergulho no espírito e o resgate dos símbolos.  Cecília Meireles fez parte do grupo de poetas que marcou a chamada “Poesia de 30”,  mas  estudiosos como João Adolfo Hansen  afirmam que ela era um “poeta moderno, mas não modernista”.   Atuou de forma crítica no exercício do jornalismo e, na  Educação, como pedagoga, defendia  a escola  pública,  laica e obrigatória.   

Com curadoria literária da escritora e antropóloga Janaina de Figueiredo, a live do Todas por Elas na Literatura, desta terça (30/06), a partir das 19h , será pelo Facebook do  Mpumalanga e terá como convidadas:

Denise Guilherme, Mestre em Educação e professora de Literatura. Idealizadora da Taba, empresa especializada em curadoria de livros infantis e juvenis, com foco na formação de leitores.

Dayse Mara Ramos da Silva, Mestre em Letras e Professora de Línguas, é Doutoranda em Educação (PUC-SP), especialista em Ensino de Língua Italiana a Estrangeiros e  professora do Instituto Singularidades.

Cristiana Santana Moreira, Mestre em Educação, graduada em Pedagogia e especialista em alfabetização e psicopedagogia. Pesquisadora do Cenpec.  

O projeto Todas por Elas surgiu com a “proposta  de conectar mulheres em torno do empreendedorismo  e o grupo de leitura Todas por Elas na Literatura, em seu terceiro ano,  visa  fortalecer a capacidade de diálogo e de participação social da mulher por meio da leitura ”, explica a advogada  Ana David,  coordenadora do projeto.  



Últimas Notícias