Divulgação

Velejador sebastianense Pedro Marcondes lança campanha de financiamento em busca do sonho olímpico



Postado em: 14/01/2020


O velejador sebastianense Pedro Luiz Marcondes Corrêa, de 21 anos, iniciou uma campanha de financiamento coletivo para atletas, por meio do site Alster, para obter recursos para participar, juntamente com o seu parceiro Felipe Brito, do Campeonato Mundial da Classe 470, que será disputado em Palma de Mallorca, na Espanha. O objetivo da dupla é buscar uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio.

Enquanto batalha por recursos, a dupla treina forte em Porto Alegre para a competição, que será disputada de 13 a 21 de março. Este será o último campeonato classificatório para a Olimpíada de 2020. Para obter a vaga, eles precisam ficar entre os 18 melhores neste campeonato e ser a melhor dupla brasileira.

O iatismo é um esporte caro. Os materiais do barco são importados dos Estados Unidos e Europa e todos os campeonatos de ranking ocorrem na Europa, gerando um grande custo. Além disso, soma-se todo o investimento nos treinos com contratação de técnicos e outros profissionais.

“Estamos em busca de patrocínio e do apoio de todos os sebastianenses que acreditam em nós e no esporte local, por meio da campanha de financiamento que lançamos, para conseguirmos ir para este Campeonato Mundial e lutar pela vaga na Olimpíada”, disse Pedro.

Até o final de janeiro está no ar o Desafio Palma (nome dado à campanha). Os interessados em apoiar a dupla podem fazer doações de qualquer valor e, dependendo da quantia, os apoiadores receberão diversas recompensas como um passeio de veleiro ou lancha, mochilas e carteiras, entre outros.

Os recursos financeiros serão usados em passagens, estadia, aluguel do barco, inscrição no campeonato, alimentação e transporte. O valor estimado é de R$ 38.700,00.

Pedro Marcondes pratica iatismo desde 2008. Nesse período, conquistou mais de 50 medalhas e troféus em campeonatos de diversas classes.

Atualmente, está na classe 470 – embarcação olímpica com dois velejadores. “O esporte para mim representa luta, resiliência e busca por objetivos. Minha vida só faz sentido porque tenho o iatismo, ele molda meu caráter. Esse sentimento que me faz buscar uma vaga para as Olimpíadas”.

Apoio

Pedro reside no Rio Grande do Sul e trabalha como professor velejador para cobrir seus custos. Ele destacou o apoio do clube Veleiros do Sul e da G2 Treinamento Funcional. O atleta também recebe um auxílio de R$ 600,00 mensais da Prefeitura de São Sebastião por meio do Bolsa Atleta.

O velejador não esquece o apoio dos pais, “que foi e continua sendo indispensável para mim. Sempre me apoiaram psicologicamente e financeiramente e eu não estaria onde estou sem a dedicação de meus pais. Eu devo minha vida e oportunidade no esporte a eles, sou muito grato por isso”.

O atleta considera que São Sebastião tem muitos talentos, mas falta apoio ao esporte em todo Brasil, comparado ao que acontece em países europeus. “Mas a concepção em São Sebastião está mudando. O esporte está sendo visto como um investimento, não despesa. Se tivermos estrutura melhor com projetos de base e também profissionais patrocinados veremos um grande salto na desempenho de atletas locais no cenário brasileiro e mundial”, diz o iatista.

Pedro viveu em São Sebastião até completar 18 anos, quando foi para o Rio Grande do Sul. “Deixei minha família e meus amigos para ir em busca do meu sonho em Porto Alegre – polo da classe 470”. Lá também é aluno na PUC-RS onde cursa engenharia de produção.

Seu grande sonho é subir ao topo do pódio com a bandeira do Brasil nas Olimpíadas de 2020 “É o que move a minha vida”.

Link de acesso ao site da campanha:

https://www.alster.esp.br/projects/desafio-palma

E-mail: correaplm@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/pedro.correa.470

instagram: @correa.brito_sailing

Pedro Marcondes e Felipe Brito buscam vaga na Olimpíada de Tóquio

 



Últimas Notícias