Radar Litoral

Trecho de serra da Tamoios será entregue em 2022; prefeito de São Sebastião cobra agilidade do Estado em retomada dos Contornos



Postado em: 06/11/2019


Com investimento de R$ 4,5 bilhões, a obra de duplicação do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios  – que contempla 2,5km de viadutos e mais de 12km de túneis -  tem previsão de entrega para fevereiro de 2022. A reportagem do Radar Litoral esteve nesta quarta-feira (6/11) no Centro de Controle Operacional (CCO), em Paraibuna, onde o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, esteve reunido com o diretor da Concessionária Tamoios, Marcelo Stachow Machado, e traz detalhes sobre o andamento da obra de duplicação.

Em agosto deste ano, o Radar Litoral trouxe uma reportagem na qual a concessionária informou que 62% da obra de duplicação do trecho de serra da rodovia já está concluída. O novo traçado – com os viadutos e túneis – será a futura pista de subida, enquanto que o trecho de serra atual será utilizado para a descida. 

Uma das preocupações é o fato das obras dos Contornos Norte e Sul – que serão interligados à nova estrada – estarem paralisadas há mais de um ano. “Cobramos agilidade do Estado para que as obras dos Contornos sejam retomadas”, enfatizou o prefeito Felipe Augusto, que terá nova reunião com a Secretaria Estadual dos Transportes. O objetivo é que as obras do Contorno sejam concluídas em conjunto com o novo trecho de serra da Tamoios. Também esteve na visita ao CCO o secretário de Segurança Urbana de São Sebastião, Emerson Elias. 

Durante a visita nesta quarta-feira, a reportagem conheceu a sala de controle operacional, que hoje conta com um total de 90 câmeras de monitoramento da rodovia. As informações da rodovia são divulgadas em tempo real por diversos canais de comunicação, como o site da concessionária, twitter e a Rádio Web, além do número 08005450000.

A duplicação do trecho de planalto resultou em segurança aos usuários, com queda do número de acidentes e mortes. De acordo com a Concessionária Tamoios, são cerca de 25 milhões de usuários durante todo o ano.

A obra, que teve início em dezembro de 2015, terá o maior túnel brasileiro (5,5km de extensão). Segundo a Concessionária Tamoios, a preservação da Mata Atlântica é mais um ponto de união de tecnologia e da engenharia. O Cable Crane, o teleférico de carga utilizado pela primeira vez em terras brasileiras, foi a solução de preservação do equivalente a cinco campos de futebol de mata. O teleférico é a ferramenta para construir o viaduto de 300 metros de extensão que ligará dois túneis e que já cruzam a pista atual.

São mais de 2.700 empregados na obra. Até o momento, dentro das medidas de compensação ambiental, já foram plantadas 450 mil mudas de árvores em pontos estratégicos de nascentes da região para criar um corredor ecológico e restaurar a floresta.

Contornos

Em matéria publicada pelo Radar Litoral no dia 29 de outubro, o Governo do Estado de São Paulo informou que irá contratar a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), da USP (Universidade de São Paulo), para um levantamento sobre a atual situação das obras dos Contornos Sul e Norte. Em nota, a Secretaria de Logística e Transportes (SLT) relatou que  "vai contratar a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), da USP, para produzir um estudo sobre a atual situação dos trechos referentes aos lotes que compõem as obras da Nova Tamoios Contornos.  A decisão foi tomada para assegurar o bom uso dos recursos públicos. É um passo para que o Estado possa retomar e concluir este empreendimento, dentro da forma da lei, com segurança".

Ainda segundo a nota, "responsáveis pelo empreendimento, as construtoras paralisaram os serviços unilateralmente em dezembro passado". Conforme reportagem do Radar Litoral, as obras dos Contornos Norte e Sul foram paralisadas em maio de 2018. 



Últimas Notícias