Câmara de Ilhabela cria CPI para apurar ações da intervenção na Santa Casa; Prefeitura nega irregularidades



Postado em: 18/09/2019


A Câmara de Ilhabela acatou, na sessão desta terça-feira (17/9), o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades na intervenção da Santa Casa, iniciada há mais de dois anos. O documento solicitando a investigação foi assinado pela vereadora Nanci Zanato (PPS) e subscrito pelo presidente da Câmara, vereador Marquinhos Guti (DEM), e os vereadores Anísio Oliveira (DEM), Valdir Veríssimo (PPS) e Luiz Paladino (PSB). 

A investigação tratará, entre outros assuntos, sobre o aumento da quantidade de funcionários, o alto custo de projetos e a contratação de empresas. Após a votação, a comissão ficou composta pelos vereadores Presidente Nanci Zanato (PPS), Relator Luiz Paladino (PSB), e membros Gabriel Rocha (SD), Anísio Oliveira (DEM) e Mateus Pestana (Pc do B).

O Radar Litoral entrou em contato com a Prefeitura de Ilhabela sobre a criação da CPI que investigará a intervenção municipal na Santa Casa. No ano passado, a Provedoria da Santa Casa fez 18 denúncias, entre Ministério Público e Câmara, sobre superfaturamento de exames, contratações, entre outras. 

Prefeitura de Ilhabela

Em resposta ao Radar Litoral com relação a criação da “CPI da Santa Casa” pela Câmara, "a Prefeitura informa, por meio da Secretaria de Saúde, que ainda não tomou conhecimento do teor do requerimento e que assim que isso acontecer irá tomar as providências necessárias para os esclarecimentos pertinentes, com o objetivo de atender a transparência à população. Como anteriormente divulgado, a Prefeitura reitera que não há qualquer irregularidade na intervenção. Também reafirma que o aumento de funcionários é resultado do crescimento populacional, que gera grande aumento na demanda por serviços".

Ainda na nota oficial a prefeitura cita que a oferta de serviços aumentou. "Ilhabela possui atualmente mais de 25 especialidades médicas que não são obrigação do município. A cidade conta ainda com o Centro de Referência da Mulher (que completou um ano e atendeu mais de 12 mil pessoas); o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), que atende a população com Fisioterapeutas, Psicólogos, Educador Físico, entre outros profissionais; o programa “Melhor em Casa”, que atende os pacientes em casa e diminui o número de pacientes internados; há 11 equipes do Saúde da Família; e mais de 40 veículos para transporte de pacientes e uso nas equipes da atenção básica. Por fim, a prefeitura informa que recebe, semanalmente, requerimentos e ofícios da Câmara Municipal solicitando informações sobre a implantação de serviços de saúde".



Últimas Notícias