Mais de 200 trabalhadores são demitidos da obra de duplicação da Tamoios; construtora relata que corte é previsto após término de etapa



Postado em: 20/08/2019


Mais de 200 trabalhadores foram demitidos nesta terça-feira (20/8) da obra de duplicação da Rodovia dos Tamoios, de acordo com informações de representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada do Estado de São Paulo (Sintrapav-SP). O Radar Litoral entrou em contato com a Concessionária Tamoios, que administra a rodovia, e com a construtora Queiroz Galvão, contratada para a obra. O corte está previsto em razão do término de etapa da obra, informou a construtora.

Em nota, "a Construtora Queiroz Galvão esclarece que a rescisão dos contratos dos colaboradores faz parte do cronograma da obra e está previsto ao término e entrega de atividades e projetos, como característica da atividade de construção".

Representantes da categoria foram autorizados a entrar no canteiro de obras às 8h. A Polícia Militar esteve no local.  Segundo representantes do Sintrapav, 237 trabalhadores foram desligados de suas atividades. 

Em junho deste ano, após período em greve, trabalhadores e empresa chegaram a um acordo: reajuste salarial de 5,5%; vale alimentação de R$ 470,00; PLR no valor mínimo de R$ 2.700,00; 60 dias de estabilidade e compensação dos dias de greve por trabalho no feriado de 20 de junho.

 



Últimas Notícias