Ilhabela apresenta trabalhos científicos durante Congresso Brasileiro de Medicina da Família e Comunidade



Postado em: 11/07/2019


A Secretaria de Saúde de Ilhabela participa desde quarta (10/7) até domingo (14/7) do 15° Congresso Brasileiro de Medicina da Família e Comunidade, em Cuiabá, no Mato Grosso. O congresso discutirá Políticas de Saúde, a partir de diálogo com contextos nacionais e internacionais das Redes de Saúde e o fomento das atenções à saúde no Brasil, utilizando formas inovadoras no combate às inequidades e vulnerabilidade das pessoas.Ilhabela apresentará três trabalhos científicos.

Nove profissionais da Atenção Básica de Ilhabela, entre eles, o coordenador da Atenção Básica, Antonio Galante, os enfermeiros, Ana Paula Salomon, Ana Paula Monteiro, e Tania Cristina Barbosa, e os médicos, Ulysses Alvez, Waldemir Costa, Antônio Santos, Natalia Carvalho e Natalia Silva, representam o município e apresentarão três trabalhos científicos dos Conselhos Gestores, da Saúde Verde e da Educação em Saúde. “Estes trabalhos são da experiência adquirida pela Unidade Básica da Saúde da Família da Água Branca”, explica o coordenador da Atenção Básica, Antonio Galante. O programa do Congresso está organizado em torno da Estratégia de Saúde da Família e Comunidade e conta com conferências internacionais, mesas-redondas com convidados internacionais e nacionais, minicursos, sessões de apresentação de trabalho e relatos de experiência, lançamento de livros, bem como uma extensa programação cultural.

“Todo aperfeiçoamento é importante. No caso da Atenção Básica, a troca de experiências é fundamental na busca da perfeição do atendimento à população”, destaca o secretário do Saúde, Alberto Orro. Dentre a variada programação do evento, vale destacar o tema da organização da agenda do médico e a facilitação do contato com os seus pacientes, como com o uso de novos aplicativos, prontuários eletrônicos integrados, telessaúde, dentre outros; e a possibilidade de maior oferta de serviços na sua clínica ou unidade de saúde com a utilização de equipamentos como eletrocardiograma e espirômetros digitais, aparelhos de eletrocirurgia, criocautério, microscópios, auto refratores, retinógrafos, etc. “Momentos como estes, de congresso nacional voltado para a Atenção Primária à Saúde, promovem a educação permanente dos profissionais da saúde que se apropriam de novas tecnologias na condução dos serviços em Ilhabela e transformam o sistema de saúde local de acordo com os princípios e diretrizes do SUS”, ressalta Antonio Galante.

São esperados para o congresso mais de 4 mil participantes, que terão acesso a uma programação científica ampla, que abordará todos os espaços de atuação do médico de família (MFC) e dos demais profissionais da atenção primária.

 



Últimas Notícias