Ronald Kraag

Gracinha Ferreira anuncia novo secretariado e reafirma que sua administração não terá favorecimentos pessoais



Postado em: 01/06/2019


Em solenidade realizada na manhã deste sábado (01/06), a prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, anunciou o seu secretariado. Dos 13 secretários anunciados, oito já ocupavam o cargo no governo do prefeito cassado Márcio Tenório.

Foram mantidos os seguintes secretários: Thiago Corrêa (Finanças), Mário Salete Magalhães (Meio Ambiente), Nilce Signorini (Desenvolvimento e Inclusão Social), Rogério de Luca (Obras), Professor Beto (Cultura), Edvaldo Anísio da Silva (Administração), Beto de Mazinho (Esportes).

Luiz Lobo, então secretário de Serviços Públicos, passa a ocupar a chefia de gabinete e Secretaria de Governo. Politicamente, é o secretário mais próximo da nova prefeita, a quem chamou de irmã negra. Ele anunciou futuros aplicativos que colaborarão com a participação dos moradores na gestão administrativa. “Em breve lançaremos aplicativos que aproximarão a população dos seus gestores, um contato direto para solicitações e retorno”

Os secretários que assumem na nova gestão são:

Secretaria de Saúde: Alberto Orro

 Secretaria de Educação: Edna de Paula Roma Teixeira

Secretaria de Assuntos Jurídicos: Regina Gadducci

Secretaria de Serviços Municipais: José Messias dos Santos

Secretaria de Turismo: Bianca Colepícolo

Em seu pronunciamento, Gracinha Ferreira disse que, diante dos nomes expostos, não é possível a agradar e corresponder à expectativa de todos. “Peço que confiem na minha palavra e na nossa equipe. Vamos trabalhar sem favorecimentos pessoais. Nossa meta é o bem comum”.

A prefeita afirmou que não entrou na política para se beneficiar, mas sim na busca do bem comum e ajudar aqueles que precisam dos serviços públicos. “Neste pouco tempo, vamos trabalhar muito por Ilhabela. Vamos tomar algumas atitudes antipáticas, mas que serão necessárias”, finalizou.

Gracinha tomou posse como prefeita de Ilhabela no dia 21 de maio, em sessão extraordinária, na Câmara Municipal. Ela já vinha conduzindo o andamento dos trabalhos no município desde ao dia 14, quando o então prefeito Márcio Tenório foi afastado do cargo a pedido da Polícia Federal na “Operação Prelúdio II”. Dois dias depois, houve a aprovação da cassação na Câmara devido a possíveis irregularidades na contratação do evento Paço do Samba.

Também estiveram presentes os vereadores Antônio Marcos Silva, o Marquinhos Guti, Anísio Oliveira, Ezequiel Alves, Gabriel Rocha, Luiz Paladino, Mateus Pestana, Nanci Zanato e Thiago Souza; autoridades religiosas, partidárias e da sociedade civil organizada e público em geral.



Últimas Notícias