Radar Litoral

Paralisadas há 11 meses, obras dos Contornos seguem sem previsão; Estado aponta 76,4% de execução e faz estudo para retomada



Postado em: 24/04/2019


As obras da Nova Tamoios Contornos foram paralisadas há 11 meses e seguem sem previsão de retomada. A suspensão dos serviços ocorreu em maio de 2018, quando a Dersa informou que a medida era "temporária". Na época, o então governador Márcio França, em visita à região, disse que a paralisação se devia a problemas jurídicos com as empresas contratadas. O Radar Litoral entrou em contato com a Secretaria Estadual dos Transportes para saber a atual situação e a previsão para a retomada da obra.

Em nota, a Secretaria de Logística e Transportes informou que "a atual gestão iniciou a análise dos contratos referentes aos quatro lotes da Nova Tamoios Contornos, cujas obras brutas atingem neste momento 76,4% de execução. Responsáveis pelo empreendimento, as construtoras paralisaram os serviços unilateralmente em dezembro passado. Diante deste fato, a secretaria finaliza um estudo completo de toda a situação com o objetivo de retomar as obras, dentro da forma da lei e entregá-las o quanto antes a população". 

Transtornos após a paralisação

A reportagem do Radar Litoral também questionou a secretaria sobre os transtornos provocados com a paralisação da obra, como um deslizamento ocorrido no Bairro de São Francisco, em São Sebastião, no mês de fevereiro, e que atingiu a casa de uma moradora. Na época, a Dersa informou que encaminhou uma equipe para analisar a situação e tomar as providências. 

Desta vez, a Dersa reiterou que, na ocasião do deslizamento, acionou imediatamente a empresa responsável pelo lote onde o caso foi registrado e determinou que as providências necessárias fossem tomadas. Neste momento, a Dersa finaliza o processo de locação para abrigar a moradora.

O Radar Litoral também apontou os problemas de drenagem, especialmente, nos bairros da zona sul de Caraguatatuba. Em entrevista por ocasião do aniversário de 162 anos da cidade, o prefeito Aguilar Junior falou sobre a situação. "Em relação ao contorno, a obra está parada. Tenho recebido diversas reclamações de alagamentos. Vai ser relicitado e temos uma grande oportunidade da população se manifestar. Região do Tinga e Perequê Mirim o depósito de materiais interromperam córregos. Vamos discutir o que está sendo feito e adequar para que a população sofra menos. Obras de drenagem é o grande ponto, temos investido, mas é importante termos o respaldo da Dersa e do Estado", disse o prefeito.

Em nota, a Secretaria dos Transportes informou que "em relação às obras e drenagens, técnicos estão monitorando os locais para que a companhia providencie a contratação de empresa para execução dos serviços emergenciais que evitarão situações de risco". 

A obra

A Nova Tamoios Contornos foi iniciada em outubro de 2013 e terá 33,9 quilômetros de extensão, com um anel viário na chegada da Rodovia dos Tamoios em Caraguatatuba para melhorar o acesso para Ubatuba e a nova ligação com o município de São Sebastião. As duas obras estavam divididas entre as empreiteiras Serveng e Queiroz Galvão. 

São cinco túneis e vários trechos com viadutos. O investimento total previsto era de R$ 3,1 bilhões e entrega era para ter ocorrido em abril de 2018. 

 

 

 

 

 

 

 



Últimas Notícias