Litoral Norte contabiliza prejuízos causados pela chuva de quarta e mantém estado de atenção



Postado em: 06/02/2019


As quatro cidades do Litoral Norte foram atingidas pela forte chuva desta quarta-feira (6), que causou alagamentos em diversos pontos, deslizamentos em rodovias. Algumas famílias precisam deixar suas casas e as cidades mantêm o estado de atenção.

São Sebastião

 De acordo com a Defesa Civil, o acumulado das chuvas de 72 horas chegou a 167 mm - o que mantém o nível vigente de atenção no município.

A Prefeitura de São Sebastião informou que uma casa caiu na tarde de quarta-feira, na Rua Antônio Tenório, no bairro do Itatinga. Não há registro de feridos.

A família - o pai e dois filhos - foi atendida pela Defesa Civil e equipes da Prefeitura. O filho adolescente de 15 anos foi para casa de parentes, e o pai e o filho mais velho foram encaminhados para um abrigo temporário.

Simulado

A rua em que houve o desabamento é o mesmo local onde neste sábado (9), acontece o primeiro simulado de evacuação de área de risco. A ação faz parte da 1ª Semana Sebastianense de Prevenção a Desastres, e tem o objetivo de preparar a comunidade para ocorrências típicas do período de verão.

Costa Norte

No Bairro da Enseada, 10 casas no final da Travessa Vale Verde foram invadidas pelas águas. 35 pessoas entre adultos e crianças, foram para casas de parentes e vizinhos.

A Prefeitura vai realizar um mutirão de atendimento com assistentes sociais no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da Costa Norte, nesta quinta-feira (7), a partir das 10h. O objetivo é atender as pessoas que foram atingidas pela chuva dessa quarta-feira.

O Fundo Social de Solidariedade destinou material de limpeza para higienização dos imóveis atingidos pela chuva.

Equipes da Defesa Civil permanecem com o monitoramento das áreas de risco e em atendimento às ocorrências das fortes chuvas que caem em todo o Município desde a madrugada de segunda-feira (4).

Caraguatatuba

A prefeitura de Caraguatatuba informa que a única munícipe, moradora do bairro do Tinga, que foi acolhida pela Prefeitura no Centro Esportivo (Cemug) em decorrência do transbordamento do Rio da Paca, foi para a casa de familiares.

Segundo Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), as regiões que tiveram o maior índice pluviométrico são os bairros Jardim Casa Branca, Jetuba, Tinga, Massaguaçu e Tabatinga com acumulado de mais de 130 mm de chuva em 72 horas. A Defesa Civil do município prossegue com vistorias em áreas com risco de escorregamento de terra. Em caso de risco, a Defesa Civil deve ser acionada imediatamente pelo 199.

O transporte de pacientes, realizado pela Secretaria da Saúde, está cancelado nesta quinta-feira (7), sem previsão para o retorno do serviço.

Ilhabela

A Defesa Civil de Ilhabela decretou estado de atenção no município, após cálculo do volume de chuvas acumulado nas últimas 72 horas. Foram registrados 107,5 mm de chuva nesta quarta-feira.

O estado de atenção foi anunciado durante reunião de emergência convocada pelo prefeito Márcio Tenório, que contou com as equipes formadas pelo órgão e por funcionários das secretarias de Obras, Habitação e Serviços Urbanos, com apoio de voluntários.

Na ocasião foram discutidas todas as ocorrências recebidas durante o dia inteiro, que foram atendidas por cerca de 50 homens, divididos em várias equipes. Foram 78 acionamentos na central da Defesa Civil, no entanto, de acordo com o órgão, mais de 100 chamados foram atendidos.

Segundo Tenório, a Prefeitura não mediu esforços e mobilizou diversos funcionários e secretários municipais para atender aos chamados. “Durante todo o dia nós estivemos na rua, acompanhando o trabalho das nossas equipes, no sentido de prestar atendimento à população. Contamos com uma equipe entrosada e acima de tudo comprometida”.

As principais ocorrências foram deslizamento de terra, queda de muros, alagamentos em alguns trechos de vários bairros do município, queda de arvores sob fiação e via pública, deslizamento de blocos rochosos, inclusive uma pedra de aproximadamente 25 toneladas, no bairro do Itaguassú, que interditou a Rua Lincoln Feliciano.

Entre os casos mais graves estão as remoções de quatro famílias, uma do núcleo Cantagalo, levada para o salão da Igreja Matriz, na Vila; duas da Via Panorâmica, levadas para casas de parentes e uma família da Barra Velha, também levada para casa de parentes.

Ubatuba

Após as chuvas terem se intensificado na tarde desta quarta-feira, a Defesa Civil de Ubatuba atuou em ocorrências pelo município. A cidade está em estado de alerta, pois os índices pluviométricos já ultrapassam os 100 mm.

Uma família, residente no bairro Estufa II, está desabrigada, pois teve a casa invadida pela água. A Defesa Civil fez o resgate e conduziu os integrantes (dois adultos e duas crianças) para o Centro de Convenções.

Duas árvores caíram na pista da Rio-Santos, sentido Caraguatatuba, na altura dos bairros Domingas Dias e Perequê Mirim, foram retiradas por equipes da Defesa Civil.

Outra árvore de grande porte, no bairro do Tenório, caiu sobre a fiação energizada. Funcionários da Defesa Civil isolaram o local. Ainda devido à grande quantidade de água, a Avenida Rio Grande do Sul, (trecho altura aeroporto sentido bairro), chegou a ser interditada.

Todas as secretarias da Prefeitura de Ubatuba, bem como os membros da Comissão Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), acompanham a situação e prontos para qualquer ação emergencial.



Últimas Notícias