"Verão no Clima" começa neste final de semana em São Sebastião



Postado em: 04/01/2019


O projeto "Verão no Clima" começa nesta sexta-feira (4) em São Sebastião, com o objetivo de desenvolver ações de educação ambiental nas praias, principalmente com relação ao descarte correto de resíduos sólidos. A ação tem a participação da Prefeitura de São Sebastião, por meio das Secretarias de Meio Ambiente e Esportes. Tendas fixas já estão sendo instaladas na praia das Cigarras e Balneários dos Trabalhadores – Praia Grande (Região Central), e em Maresias e Juquehy (Costa Sul). As ações presenciais serão realizadas das 8h às 18h de sexta a domingo até o dia 6 de março.

Promovido pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, o evento é realizado em outras 15 cidades do Litoral do Estado.

Para a chefe de divisão Socioambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Nathalie Pacheco, a expectativa é que desta vez o programa tenha uma abrangência maior.

De acordo com a coordenadora do projeto "Verão no Clima" e representante da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Maria de Lourdes Rocha Freire, o resultado do ano passado foi surpreendente. "Alcançamos 260 mil pessoas e mais de um milhão de pessoas pelas redes sociais. Tínhamos planejados 15 mutirões e para nossa surpresa aconteceram 27. Nossa ideia para esse ano é alcançar ainda mais gente e conscientizar a população sobre a importância de cuidar do meio ambiente", explicou Maria Luiza.

No dia 12 de janeiro (sábado) uma sessão de cinema irá exibir o filme "Blue, Triste Oceano", da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, no Balneário dos Trabalhadores, às 19h.

Já no dia 3 de fevereiro (domingo) será realizado um mutirão na Praia de Maresias, a partir das 9h. Para se inscrever basta acessar o site https://www.ambiente.sp.gov.br/veraonoclima/inscricoes. Os voluntários ganharão camisetas, luvas e sacos de lixo.

Projeto

A iniciativa do "Verão no Clima" inspirou-se no conceito do projeto Operação Praia Limpa, iniciado em 1987 pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e desenvolvido durante nove anos pela Secretaria de Meio Ambiente. Posteriormente, foi absorvido pelas prefeituras em ações locais para conscientizar os turistas e frequentadores das praias da necessidade de mantê-las limpas, evitando, assim, a propagação de doenças e a degradação do meio ambiente.

 



Últimas Notícias