Fotos: Polícia Civil

Homem procurado por explosão de caixas eletrônicos em MG é preso em mansão na Cocanha



Postado em: 30/12/2018


Um homem suspeito de integrar uma quadrilha de Franca, interior de São Paulo, que estourou de caixas eletrônicos em Araxá (MG), foi preso no início da manhã deste domingo (30), em uma mansão no Bairro da Cocanha, em Caraguatatuba. A prisão ocorreu durante ação conjunta da Delegacia Seccional de São Sebastião, Delegacia de Investigações Gerais de Caraguatatuba e de São Sebastião e Polícia Militar.

Equipes da Polícia Civil de Caraguatatuba fizeram diversas campanas após receber a informação da DIG de Franca de que o homem estaria no Litoral Norte. Outro indivíduo foi preso por tráfico de drogas. Em seu poder foram encontrados ecstasy e maconha.

Na casa, havia seis homens e cinco mulheres. Todos foram levados para a Delegacia para averiguação, mas apenas os dois homens permaneceram presos.  Foram apreendidos os veículos Tiguan, Hilux, Saveiro e Palio Weekend novos para que a Perícia Criminal apure se são clonados.

Segundo informações da Polícia Civil, a casa deveria receber 27 pessoas. Não foram encontrados armas e explosivos, mas não se descarta a possibilidade de que poderiam atuar na região. Isso porque, de uma maneira geral, os explosivos e as armas vêm após o levantamento feito pelas quadrilhas.

Os celulares dos ocupantes da mansão foram apreendidos com autorização judicial, já que o setor de inteligência da Polícia Civil investiga se o grupo tem ligação com as recentes explosões de caixas eletrônicos em Campos do Jordão e Atibaia.

O grupo pagaria um valor de R$ 45 mil pelo aluguel da casa no período do Réveillon.

A operação foi comandada pelo delegado seccional Múcio Mattos Monteiro de Alvarenga e pelo delegado da DIG, Edson Pinheiro dos Santos Júnior e contou com a participação de cerca de 30 policiais civis e militares.

 



Últimas Notícias