Sabesp aponta aumento da oferta de água para o Verão no Litoral Norte e pede uso racional



Postado em: 27/12/2018


A Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo divulgou um balanço em que aponta investimento de R$ 33,8 milhões obras para ampliar a oferta de água para moradores e turistas no Litoral Norte. De acordo com a empresa, Caraguatatuba,  Ilhabela, São  Sebastião e Ubatuba estão prontas para o verão, inclusive para  este período das festas de fim de ano, época marcada pelo aumento da população, com a chegada de cerca de 1 milhão de turistas.

A Sabesp ressalta a importância do uso racional da água. Em Ubatuba, a inauguração da Estação de ratamento de Água  (ETA)  Maranduba, com capacidade de produzir até 150 litros por segundo, beneficia diretamente o abastecimento da população. O município  também conta com equipamento para bombear água bruta para reforçar o sistema de tratamento de água do Itamambuca durante a temporada.

Caraguatatuba  recebeu  a instalação de equipamento que melhora a vazão do tratamento de água na Estação de Tratamento de Água (ETA) Massaguaçu, além de  reforçada a distribuição de água para os bairros Morro do Algodão e Pontal  Santa  Marina, entre outras ações. Em Ilhabela, de acordo com a Sabesp, houve melhoria na distribuição do bairro Cocaia.

Em entrevista ao Jornal da Morada (95,5) na manhã desta quinta-feira (27/12), o superintendente regional da Sabesp, José Bosco Fernandes de Castro, ressaltou a parceria com a Prefeitura de Ilhabela para a construção de dois novos reservatórios na cidade. Ele também salientou que em 2019 devem ser firmados os contratos entre prefeitura e Sabesp para o saneamento. 

 Já São Sebastião foi beneficiada com o desassoreamento nas áreas de todos os sistemas de captação de água, a limpeza preventiva das 45 estações elevatórias de esgoto do município e o assentamento de novo coletor tronco na  praia de São  Francisco.  Além  das obras, a Sabesp ampliou o atendimento à  população, com  240 funcionários em regime de plantão.

O  atendimento  a casos de emergência devem ser informados pela Central de Atendimento Telefônico, que funciona gratuitamente 24 horas pelos números 195 ou 0800 055 0195, ou ainda via agência virtual no site da companhia (www.sabesp.com.br).

Confira algumas dicas no Litoral

 Para os moradores que receberão seus parentes em casa ou para turistas que alugaram  imóveis  de  veraneio  no litoral norte, a Sabesp listou algumas dicas para aproveitar bem as festas e evitar falhas no abastecimento por causa de problemas dentro dos imóveis. Confira:

 - Informe-se se a fatura de água está com o pagamento em dia;

 - Ao entrar no imóvel, verifique se o registro se encontra aberto;

 -  Peça  informações  sobre  as  instalações  internas  (canos), a limpeza periódica  e  a  dimensão  da  caixa-d’água. Para o morador saber qual é o tamanho  da  caixa-d'água  ideal  para  seu  imóvel, ele deve observar sua conta.  Lá está o consumo médio e o consumo do último mês. Por exemplo: se a  conta  da família foi de 15 metros cúbicos (15 mil litros), ela precisa de  500 litros de estoque (15 mil litros divididos por 30 dias no mês). Se for  uma família maior, ou com quintal grande, cachorros, por exemplo, e o consumo  for  de  22  metros  cúbicos (22 mil litros), a caixa-d'água deve comportar 733,33 litros (precisa de 750 litros).

 -  Grande  vilão  no  desperdício  de  água  de uma residência, o banheiro representa  63%  de  toda  água consumida. O chuveiro e a bacia sanitária, juntos, representam 57% do consumido. Para isso existem equipamentos, como a  bacia  com  caixa acoplada, que reduz a utilização de água na descarga. Também é possível colocar um restritor de vazão no chuveiro e na torneira, que contribui para economia da água utilizada.

 -  O  consumo de água aumentou sem que houvesse grandes mudanças dentro de casa?  Verifique  a  existência  de  vazamentos internos, a eficiência dos equipamentos domiciliares no seu imóvel e seus hábitos.

 -  Para  os  moradores,  o  monitoramento periódico do registro de consumo possibilita  identificar  rapidamente  um  aumento  causado  por vazamento interno,  sem  ser  preciso esperar a próxima conta. A ação corretiva pode ser  adotada rapidamente, evitando desperdício. Quando uma alta do consumo é  identificada pela Sabesp, na fatura do imóvel vai impressa uma mensagem que  indica  a  importância  de  verificação  das  instalações hidráulicas internas.



Últimas Notícias