Divulgação/Polícia Civil

Homem é preso em flagrante por exercício ilegal de medicina em Ilhabela



Postado em: 03/10/2018


A Polícia Civil de Ilhabela, em ação conjunta com as vigilâncias sanitárias Municipal e Estadual prendeu, na tarde desta quarta-feira (03), um homem pelo exercício ilegal de medicina. Ele se passava por oftalmologista e atendia no Bairro do Perequê.

A diligência ocorreu após uma denúncia anônima de exercício ilegal de medicina e prendeu em flagrante o homem de 38 anos, natural de Santos. Ele possuía um diploma de optometria, que, segundo a polícia, não lhe daria direito de fazer consultas.

O flagrante foi configurado, pois ao chegar ao local, os policiais se depararam com o falso profissional realizando uma consulta.

 O indivíduo foi conduzido à delegacia onde responderá por infringir os artigos 132 e 282 do Código Penal, respectivamente, expor a vida de outra pessoa a perigo e exercício ilegal de medicina. A fiança para responder ao crime em liberdade foi estipulada em oito salários mínimos.

A Polícia Civil solicita que as pessoas que foram até o local e se submeteram a consulta e tiveram problemas, compareçam à Delegacia para registrar a queixa.

Optometria é a aplicação de técnicas específicas para identificar problemas de acuidade visual, como miopia, hipermetropia e astigmatismo. Diferentemente do oftalmologista, que trata das doenças do olho e da visão, o optometrista é o profissional do cuidado primário da visão. Ele realiza exame de avaliação e detecta distúrbios visuais e suas causas, para então encaminhar o paciente para o médico especialista.



Últimas Notícias