Projeto que proíbe fogos de artifício com estampido volta à pauta na Câmara de Caraguá



Postado em: 17/09/2018


A Câmara Municipal de Caraguatatuba deve votar na sessão dessa terça-feira (18) o projeto de lei 07/18, que proíbe fogos de artifício com estampidos. A proposta é do vereador Aurimar Mansano e tem como co-autor o vereador Dennis Gerra. A sessão começa às 19h30 e a puta conta com mais três proposituras na ordem do dia que devem ser discutidas e votadas.

A proposta dispõe sobre a proibição de utilização de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos com estampido e dá outras providências volta à pauta após passar por audiência pública e ser adiada em duas oportunidades.

De acordo com a propositura, fica proibida a venda, compra, queima, soltura e manuseio, sendo permitido apenas o uso de artefatos silenciosos. Caso não seja respeitada a lei, haverá multas e demais penalidades a serem definidas pelo Poder Executivo.

A proposta tem como motivo o mal que causa às pessoas que possuem algum tipo de distúrbio, necessidades especiais, idosas, crianças recém nascidas e animais. Os autores ressaltam na justificativa do projeto, que o intuito não é acabar com essa tradição, mas não causar a poluição sonora, respeitando assim a todos que são prejudicados com os fogos com estampidos.

De autoria da Prefeitura, está na pauta o projeto de lei 057/18, que dispõe sobre alteração de dispositivos da lei municipal nº 2378/17, que estima a receita e fixa as despesas do município de Caraguatatuba para o exercício de 2018. Na justificativa do projeto, o Executivo diz que o modelo adotado para o plano plurianual, na lei de diretrizes orçamentárias e na lei orçamentária vigente foi o de eixos, agrupando os programas e ações, diferente do modelo que vinha sendo utilizado pela municipalidade, que era por secretaria. A forma de contabilização não tem sido reconhecida pelos sistemas de controle e acompanhamento, como AUDESP (Auditoria Eletrônica do Tribunal de Contas do Estado de SP) e pelo SICONFI da Secretaria do Tesouro Nacional.

O Vereador José Eduardo da Silva, o Duda defenderá o projeto de decreto legislativo 026/2018, que dispõe sobre a concessão de Título de Cidadão Caraguatatubense a  Samara Fraschetti Bastos de Aguilar, primeira dama do município e presidente do Fundo Social de Solidariedades. A indicação se dá pelos relevantes serviços prestados ao município.

A sessão terá ainda a discussão e votação em segundo turno do projeto 02/18 de emenda à Lei Orgânica, do Executivo, que altera a redação do artigo 83. A proposta, aprovada em primeiro turno, trata sobre normais de licitações e contratos da administração pública, e tem como objetivo atualizar valores das modalidades de licitação, para adequar a legislação federal.



Últimas Notícias